Sexta-feira, 17 de julho de 2009, atualizada às 13h02

Congresso Nacional de Laticínios movimenta R$ 50 milhões em negócios. Mineiros foram maioria entre os vencedores do Concurso

Clecius Campos
Repórter

O 26º Congresso Nacional de Laticínios atraiu cerca de 11 mil visitantes, em três dias de evento. De acordo com o presidente da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Baldonedo Arthur Napoleão, estima-se que pelo menos R$ 50 milhões em negócios foram movimentados durante o evento.

Cerca de 700 pessoas de todas as regiões do país participaram da programação científica do congresso. Ao todo foram apresentados, 93 pôsteres, 24 palestras, 11 comunicados técnicos e três minicursos sobre o tema Lácteos: Tecnologia, nutrição e saúde.

A 37ª Exposição de Máquinas, Equipamentos, Embalagens e Insumos para a Indústria Laticinista (Expomaq) trouxe 127 empresas do Brasil e exterior.  Equipamentos para empacotamento de leite pasteurizado e de produtos líquidos e pastosos, que garantem alta precisão e baixo custo de manutenção, foram tendências identificadas.

Concurso de Produtos Lácteos

O Concurso de Produtos Lácteos premiou 30 indústrias em dez categorias. Os mineiros foram maioria entre os vencedores. Mas, ironicamente, na categoria Queijo Minas Padrão, uma empresa de Dores do Rio Preto (ES) levou o primeiro lugar. O ganhador do Destaque Especial foi um queijo caprino serrano, produzido em Nova Friburgo, no Rio de Janeiro. Clique e confira quais são os melhores produtos lácteos do concurso.

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.