• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios

    Cresce busca pelo seguro-desemprego em Juiz de ForaNos primeiros seis meses do ano, 14.659 pessoas requereram benefício.
    Em 2008, total foi de 13.253 trabalhadores

    Patrícia Rossini
    *Colaboração
    30/7/2009

    No primeiro semestre de 2009, 14.659 juizforanos fizeram o pedido de seguro-desemprego junto à Gerência Regional do Ministério do Trabalho e ao Sistema Nacional de Emprego (Sine). O número supera em 1.406 o total de benefícios requeridos no mesmo período, em 2008.

    "Nós escutamos muita especulação sobre a crise, mas aqui no Sine estou percebendo que o problema é grande. Em alguns meses, como fevereiro, maio e junho, o número de seguros-desemprego concedidos chegou a ser mais de duas vezes superior ao ano passado", afirma o gerente do Sine de Juiz de Fora, Valteir Santos da Rocha.

    No Sine, o total de pedidos registrados foi inferior ao total do Ministério do Trabalho. No entanto, os números do Sine demonstram aumento mais expressivo no comparativo entre os anos.

    De acordo com o gerente, muitos trabalhadores chegam ao Sine sem saber quais são seus direitos. "A desinformação está menor, até porque as pessoas estão precisando mais do benefício, mas, mesmo assim, muitos perdem tempo vindo ao Sine antes do prazo mínimo de uma semana da demissão, ou esquecem algum documento importante."

    Uma dica é levar os três últimos contracheques. Neles, constam benefícios adquiridos, horas extras e outras bonificações que não estão descritas na Carteira de Trabalho e podem colaborar para aumentar o valor do seguro-desemprego. (Confira a documentação no box.)

    Os trabalhadores que requerem o benefício no Sine são cadastrados, automaticamente, no banco de dados do sistema. Segundo levantamento realizado no dia 29 de julho de 2009, 96.970 estão cadastrados no Posto de Atendimento de Juiz de Fora.

    Seguros-desemprego concedidos em JF
    Mês 2008 2009
    Janeiro 2.257 2.478
    Fevereiro 2.075 2.128
    Março 2.298 2.538
    Abril 2.340 2.375
    Maio 2.201 2.556
    Junho 2.066 2.584

    Fonte: Ministério do Trabalho

    Recorde nacional

    O aumento de benefícios concedidos foi percebido em todo o Brasil. Neste primeiro semestre, o governo liberou R$ 9,95 bilhões para pagamento do seguro-desemprego, um recorde nos oito anos de mandato do presidente Lula. O montante sacado em contas vinculadas ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi de R$ 24,8 milhões

    Como requerer o benefício?

    A primeira recomendação aos trabalhadores que pretendem fazer o pedido do seguro-desemprego é aguardar sete dias, a partir da data da demissão. "Muita gente vem no mesmo dia, ou no dia depois, mas só podemos registrar o pedido após sete dias da demissão", reitera o gerente do Sine, Valteir Santos da Rocha. Confira a documentação necessária:

    • Requerimento do Seguro-Desemprego SD/CD (02 (duas) vias - verde e marrom);
    • Cartão do PIS-P ASEP, extrato atualizado ou Cartão do Cidadão;
    • Carteira de Trabalho e Previdência Social- CTPS (verificar todas que o requerente possuir);
    • Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho - TRCT devidamente quitado;
    • Documentos de Identificação - carteira de identidade ou certidão de nascimento/ certidão de casamento com o protocolo de requerimento da identidade (somente para recepção) ou carteira nacional de habilitação (modelo novo) ou carteira de trabalho (modelo novo) ou passaporte ou certificado de reservista;
    • 2 (dois) últimos contracheques e o último salário constante no TRCT, campo "Maior Remuneração";
    • Documento de levantamento dos depósitos do FGTS (CPFGTS) ou extrato comprobatório dos depósitos ou relatório da fiscalização ou documento judicial (Certidão das Comissões de Conciliação Prévia / Núcleos Intersindicais / Sentença / Certidão da Justiça).

    *Patrícia Rossini é estudante de Comunicação Social da UFJF

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.