• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios
    Quinta-feira, dia 7 de janeiro de 2009, atualizada às 19h

    Preço do álcool em Juiz de Fora tem a maior alta nos últimos dois anos

    Daniele Gruppi
    Subeditora

    O preço do etanol nas bombas de combustíveis dispara no país e Juiz de Fora segue a tendência. Segundo o diretor regional do Sindicato dos Postos Revendedores de Combustíveis de Minas Gerais (Minaspetro), Carlos Alberto Jacometti, o preço do litro sobe mais do que nos últimos dois anos. "O combustível não passava de R$ 2, preço que muitos consumidores, hoje, estão encontrando nos postos da cidade."

    Um dos motivos apontados para a alta é o aumento da exportação de cana-de-açúcar e o excesso de chuvas no período de colheita da cana, que prejudicou a safra. Outro fator apontado por Jacometti é o crescimento nas vendas do carro flex.

    Conforme levantamento feito pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) em 24 postos de Juiz de Fora, entre o dia 6 e 12 de dezembro, o preço médio do álcool nos postos era R$ 1,804. De 27 de dezembro a 2 de janeiro, o valor passou para R$ 1,814, em 27 postos pesquisados.

    Jacometti afirma que o preço do etanol deve se estabilizar apenas em março. Para quem possui carro bicombustível, o diretor explica que, atualmente, é mais vantajoso abastecer com gasolina. "A venda de álcool despencou nos postos. Donos de carro flex já estão optando pela gasolina", afirma.

    Como o veículo flex abastecido com álcool tem 30% menos autonomia (volume gasto para percorrer a mesma distância), para o seu uso ser vantajoso, o consumidor deve pagar por ele no mínimo 30% menos do que o preço da gasolina. Para isso, basta dividir o preço do litro do álcool pelo da gasolina. Se o resultado da conta for menor que 0,70, vale a pena abastecer no álcool. Caso contrario, deve-se preferir a gasolina.

    O técnico de redes, Denys Moreira, desde novembro substitui o álcool pela gasolina. "Parece que o aumento é pequeno, mas, para quem usa bastante o carro, não é. Quando completamos o tanque, sentimos que pesa no orçamento, principalmente neste início de ano, pois ainda temos o IPVA para quitar."

    O empresário Wilson Leonel Vaz há um mês passou a utilizar a gasolina. Para tentar driblar a alta e tentar minimizar os impactos, não dispensa a conta que dá a informação sobre qual combustível é mais vantajoso. "Vale lembrar que na própria gasolina existe um percentual de álcool, portanto, o aumento do etanol reflete também no preço da gasolina, provocando um gasto maior com os combustíveis."

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes


    Confira a Síntese dos Preços Praticados em Juiz de Fora

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.