• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios
    Sábado, 16 de janeiro de 2010, atualizada às 12h11

    Movimento em papelarias será maior a partir da segunda quinzena de janeiro

    Clecius Campos
    Repórter

    O movimento em papelarias, causado pela volta às aulas e pelas compras de material escolar, será maior a partir da segunda quinzena de janeiro. Essa é a expectativa da gerente de uma papelaria do Centro da cidade, Mayara Inham. Segundo ela, até as duas primeiras semanas de janeiro, a procura na loja em que trabalha esteve mais relacionada ao orçamento. "O cliente está pesquisando preços e deve comprar mais até a primeira quinzena de fevereiro. Para esse período, esperamos incremento de 50% nas vendas."

    O gerente de outra papelaria, Sílio Borges, já comemora as vendas mesmo antes da alta temporada de busca por itens da lista de material escolar. Conforme Borges, as vendas na primeira quinzena de janeiro estão 14,6% mais altas que as realizadas no mesmo período do ano passado. "A esse movimento, esperamos acréscimo de mais 50% na segunda quinzena de janeiro e primeira quinzena de fevereiro. Pensando nisso, a partir desta segunda-feira, 18, e até o dia 12 de fevereiro, a loja fica aberta até as 20h."

    De acordo com Borges, as compras antecipadas são mais interessantes, pois o poder de escolha é maior, já que alguns produtos esgotam, mesmo antes da volta às aulas. "Os estoques estão alimentados desde setembro. Mesmo comprando o dobro do ano passado, já faltam mochilas da Barbie, por exemplo, e o fornecedor só pode fazer outra entrega em março." Mayara também acredita que logo no início do ano há mais variedade. "Os preços continuam os mesmos tanto no início, quanto no final. Por isso, vale a pena comprar antes."

    O porteiro Júlio César Ferreira aproveitou o sábado para sair com a filha e a esposa e fazer a compra do material escolar. "Tenho visto bastante diferença de preço, mas nem sempre é possível acompanhar. Minha filha tem 8 anos e precisamos seguir o gosto dela, para não decepcioná-la. O jeito é comprar o que a agrada, sempre olhando o melhor preço", dá a dica.

    A dona de casa Indira Valentim não teve muito tempo para pesquisar. Na última semana deu uma volta rápida em algumas papelarias e neste sábado iniciou as compras. "Meu filho de 13 anos queria os cadernos do Flamengo e eu preferi fazer a vontade dele. Desse jeito nem dá para procurar o mais barato."

    Segundo pesquisa realizada pelo Procon, alguns itens da lista de material escolar chegam a ter variação de preço superior a 1.000%. É o caso da caixa de lápis de cor com 12 cores, que pode ser encontrada por R$ 1,75* e por R$ 29,90*, diferença de 1.613%. A régua comum de 30 centímetros tem variação de 1.096% e está entre R$ 0,25* e R$ 2,99*. O pacote de 500 folhas de papel A4 varia de R$ 10,90* a R$ 14,90* e o caderno brochurão de 80 folhas tem variação de R$ 1,30* a R$ 5,99.

    Clique aqui para ver a lista completa

    *Os preços foram informados em janeiro de 2010

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.