Segunda-feira, 21 de junho de 2010, atualizada às 19h20

Juiz de Fora registra menor saldo de desemprego no mês de maio

Aline Furtado
Repórter

Com 4.658 demissões no mês de maio, Juiz de Fora registrou queda no número trabalhadores desligados em comparação com o mês de abril, quando foram demitidos 5.036. Os números foram divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), por meio do Estudo de Evolução do Emprego, realizado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Com saldo de 495 vagas entre admissões e demissões, o mês de maio gerou menos 170 postos de trabalho. No quarto mês do ano, foram criados 5.323 postos, enquanto em maio foram 5.153. Os números estão abaixo da média nacional, que registrou recorde no período, com a média de 298.041 novos empregos formais gerados no mês de maio.

Entre os setores que mais demitiram no mês de maio estão a indústria de transformação e os serviços industriais e de utilidade pública. O primeiro demitiu 121 trabalhadores a mais em comparação com abril e o segundo foi responsável por mais dez demissões.

Com relação às admissões, a indústria de transformação, a construção civil e o comércio estão entre as atividades que mais criaram postos de trabalho. No caso da indústria de transformação, o número de empregos passou de 747, em abril, para 901, em maio. A construção civil admitiu 702 em maio, enquanto em abril foram 644. Já o comércio, este foi responsável pela criação de 1.451 novos postos em maio, contra 1.389 em abril. Entre as atividades que tiveram maiores saldos negativos com relação às admissões estão os serviços, com menos 401 vagas, e administração pública, com menos 30 vagas.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.