Terça-feira, 1º de março de 2011, atualizada às 13h15

Mais de 90 mil declarações do Imposto de Renda 2011 devem ser entregues por juiz-foranos

Victor Machado
Colaboração*
nota50eleaodareceita

A Receita Federal começou a receber as declarações do Imposto de Renda 2011 nesta terça-feira, 1º de março. De Juiz de Fora, estão sendo esperadas entre 90 mil e cem mil declarações. "Como somos uma delegacia regional e atendemos a 142 municípios, no total, deverão ser realizadas cerca de 240 mil declarações na região", destaca o delegado adjunto da Receita Federal, Marcos Amorim.

O programa da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2011, que tem como ano-base 2010, está disponível desde as 8h, vai até o dia 29 de abril e pode ser baixado através do site da Receita Federal. De acordo com Amorim, o fluxo mais intenso é percebido no final do prazo. "Pelo que percebemos em anos anteriores, os primeiros dias são de movimento fraco, mas é interessante que as pessoas não deixem para a última hora". Além disso, ele reforça a importância de guardar toda a documentação referente à declaração. "Se for necessário provar algo, existe respaldo."

Os formulários de papel não serão mais aceitos e todas as declarações devem ser entregues pela internet ou por disquete ou pen-drive nas Agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Brasileiros com rendimento superior a R$ 22.487,25, em 2010, estão obrigados a prestar contas à Receita. Uma novidade para 2011 é a possibilidade de o proprietário de imóvel abater o valor destinado às imobiliárias, quando for declarar o rendimento com o aluguel. Também será possível incluir o CNPJ, quando o imóvel for alugado para pessoa física.

Mais agilidade na declaração

A contadora Joelma Henriques da Silva acredita que, com as mudanças, os erros no momento da declaração vão diminuir esse ano. Ela explica que o formulário de papel confundia o contribuinte. "A pessoa acabava calculando errado ou inserindo algum dado no campo incorreto. Esses eram os principais erros cometidos pelos contribuintes", comenta. Segundo ela, a partir de agora, o programa de declaração efeturá as contas corretamente e terá campos mais claros. "Valores e números incorretos são informados pelo programa", afirma.

As novidades também podem ajudar a diminuir o tempo gasto para fazer a declaração. De acordo com Joelma, caso a pessoa tenha todos os documentos corretamente, o tempo pode ser menor. "Não é mais necessário ficar preenchendo tudo à mão. Basta ter todos os documentos que o processo será mais ágil", opina. Ela afirma que não existe um tempo médio para declarar.

O contribuinte que declarar algum dado errado terá que fazer a retificação. Para isso, é necessário que seja feita a declaração retificadora. "Não basta fazer uma declaração informando apenas o erro. O contribuinte deve efetuar toda a declaração novamente, corrigindo os erros", explica Joelma. Mesmo que o prazo tenha encerrado, a pessoa pode fazer a declaração retificadora.

Entre os documentos necessários para apresentar está o comprovante de rendimento, que a empresas foram obrigadas entregar até o último 28 de fevereiro. Caso contrário, elas podem ser multadas em R$ 41,43 por comprovante. A contadora explica que, nos aluguéis, a imobiliária é obrigada a disponibilizar o comprovante. Extratos bancários também estão entre os documentos mais importantes. 

A contadora aconselha o contribuinte a preencher o formulário e, principalmente, fazer a declaração no início do prazo. "Quando vai se aproximando do final, o site começa a ficar congestionado e pode acabar não dando tempo. E, também, se faltar algum documento, o contribuinte pode acabar não conseguindo", explica.

Lentidão

Segundo balanço parcial divulgado pela Receita Federal, até as 11h30 desta terça-feira, foram entregues, em todo o país, 21,5 mil declarações. A entrega começou às 8h normalmente, mas apresentou lentidão ao longo da manhã.

*Victor Machado é estudante do 7º período de Comunicação Social da Faculdade Estácio de Sá

*Colaborou Aline Furtado

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.