Quarta-feira, 14 de setembro de 2011, atualizada às 18h12

Juiz de Fora tem melhor geração de emprego em agosto da história

Da Redação
Foto de carteiras de trabalho

O mês de agosto de 2011 foi o melhor em geração de emprego em Juiz de Fora entre os oitavos meses de cada ano da história do Estudo de Evolução do Emprego do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O saldo entre admitidos e desligados nesse período resultou em 1.367 vagas criadas, segundo dados divulgados pelo Ministério do Trabalho (MTE), nesta quarta-feira, 14 de setembro.

Foram 6.994 admissões contra 5.627 demissões, que geraram um aumento de 1,09% no total de empregos na cidade. O destaque ficou com o setor de serviços, responsável por alavancar o número de vagas criadas. Só o ramo respondeu pela geração de 1277 postos, apresentando crescimento de mão de obra de 2,06%. A construção civil também teve desempenho positivo, criando 91 vagas e crescendo 1%. O saldo nos demais setores, como comércio (9), indústria da transformação (-2), administração pública (-6) e agropecuária (1), mostrou estagnação.

Ao longo de 2011, até agosto, foram geradas 2.936 vagas em Juiz de Fora, o que representa um crescimento de 2,37%. Nos oito primeiros meses do ano, o principal responsável pelo crescimento foi o setor de serviços, com 3.197 vagas criadas. A indústria da transformação gerou, desde o início do ano, 201 postos. O comércio tem desempenho negativo, com perda de -327 vagas.

O índice de crescimento de empregos em Juiz de Fora superou a performance de Minas Gerais e do Brasil em agosto. O Estado esteve estagnado, com queda de 0,02% de empregos, já que o saldo entre admitidos e desligado ficou em -801. O país teve desempenho ainda pior, com variação negativa de 1,13%, perdendo 19.498 vagas.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.