• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios
    Quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012, atualizada às 17h56

    Juiz de Fora tem saldo positivo de empregos no mês de janeiro

    Aline Furtado
    Repórter
    Carteira de trabalho

    Juiz de Fora fechou o mês de janeiro com saldo positivo de emprego, tendo sido gerados 265 postos de trabalho. No primeiro mês do ano, a cidade registrou 5.842 admissões contra 5.577 desligamentos.

    O saldo superou os números referentes a janeiro de 2011, quando o saldo ficou negativo em 736 vagas, resultado obtido a partir do número de admitidos, 5.092, e de demitidos, 5.828.

    Os dados referentes a este ano foram divulgados nesta quinta-feira, 23 de fevereiro, e fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O setor com saldo mais elevado, em Juiz de Fora, é o de serviços, que admitiu 2.755 e demitiu 2.262, ficando positivo em 493 postos.

    Em segundo lugar no ranking dos setores que mais se destacaram está a indústria de transformação, que teve saldo positivo de 155 postos, com 868 admissões e 713 demissões. Em comparação com janeiro do ano passado, o setor de serviços saltou de -217 para 493, enquanto a indústria de transformação mais que dobrou o número de postos, passando de 76 para 155.

    Em janeiro, o comércio foi o grande vilão, apresentando saldo de -400 postos, resultado da diferença entre 1.451 admitidos contra 1.851 demitidos. "O saldo negativo é reflexo das contratações temporárias de final de ano, já que antes mesmo de dezembro já registrávamos alta. Além disso, é normal vivermos uma retração no primeiro trimestre do ano, devido a vários fatores, como as contas de início de ano, as viagens e até mesmo devido ao fato de algumas pessoas optaram pelo recebimento do seguro-desemprego, na certeza de que irão conseguir emprego após certo período", aponta o presidente do Sindicato do Comércio de Juiz de Fora (Sindicomércio-JF), Emerson Beloti.

    Mesmo com o saldo negativo, o comércio superou os dados de janeiro de 2011, quando o saldo foi de -415 postos. Entre as atividades com desempenho estável estão a construção civil, com 17 postos; o setor de extrativismo mineral, com três postos; além dos serviços industriais de utilidade pública, com um posto. A agropecuária e a administração pública ficaram negativos com -3 e  -1, respectivamente. Ainda segundo o Caged, no acumulado dos últimos doze meses, foram gerados 7.248 empregos na cidade.

    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.