Sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014, atualizada às 12h13

PJF solicita à Câmara a cessão de terreno para centro de distribuição da Fiat

Eduardo Maia
Repórter
Bruno Siqueira

O prefeito Bruno Siqueira (PMDB) entregou pessoalmente à Câmara Municipal de Juiz de Fora na manhã desta sexta-feira, 14 de fevereiro, a mensagem que solicita a cessão de direito de uso de um terreno de 136 mil metros quadrados para o centro de distribuição da Fiat Automóveis. Serão investidos R$ 15 milhões em Juiz de Fora para a viabilização do empreendimento, com previsão de faturamento de cerca de R$ 980 milhões anuais e geração de 50 a 70 empregos. A expectativa é que dentro de oito meses a empresa já comece a atuar no município.

O terreno a ser destinado à empresa se localiza na BR-040, próximo ao km 773, em frente ao posto Graal Silvio's.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, André Zuchi, o processo caracteriza-se como uma cessão de direito de uso do terreno pela empresa, até que ela se consolide. "Isso facilita muito para o município, pois caso a empresa desista do projeto ou não cumpra o termo de compromisso, fica mais fácil reaver aquela área e colocar à disposição de outra indústria. É um processo mais lento, mas que nos dá uma garantia real que as empresas realmente vão se instalar aqui", explica.

Zuchi revela que a empresa pretende instalar três centros de distribuição no país. Os outros dois serão implantados em Extrema (MG), no sul do estado, e em Recife (PE). "Eu acredito que este faturamento deve crescer muito ao longo dos próximos anos e o município irá arrecadar muitos impostos através do aumento do nosso VAF [Valor Adicionado Fiscal]. É um projeto de logística, que a gente considera âncora para fazer de Juiz de Fora um centro de logística, como é Porto Alegre, Uberlândia e outras áreas do país", diz.

Arrecadação deve dobrar em 2017

Ao tomar a tribuna para justificar a importância da concessão, o prefeito explicou que a arrecadação do município deve mais que dobrar a partir de 2017, com a implantação do Centro de Distribuição. "Em 2016, a estimativa de arrecadação é de R$ 2 milhões e passará para R$ 4,5 milhões no ano seguinte, através do VAF, os impostos repassados para o município. Estamos fazendo uma cessão do terreno, não é uma doação. A empresa tem que dar o retorno dos investimentos para o município. 75% dos empregos tem que ser de mão-de-obra da nossa cidade. Este projeto já está muito bem encaminhado e acreditamos que com a ajuda do legislativo ele possa ainda este ano, trazer importantes recursos para Juiz de Fora", declara.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.