Quaresma para que te quero... Músicos aproveitam a Quaresma e gastos dos contratantes
e público com o Carnaval, para "tirar férias" antes da Páscoa

Repórter: Fernanda Leonel
Edição: Ludmila Gusman
Design: Laura Ferreira
Abril/2007

Quem trabalha com música, garante que ama o que faz. E tem que amar mesmo, porque acaba abrindo mão de Carnaval, Ano Novo, feriado e todas as demais datas do calendário que as pessoas costumam marcar um "x" para fazer a festa. Isso porque, a lógica do ofício do músico é essa mesma: divertir...os outros!

Mas nem tudo precisa ser só ralação. O que pouca gente sabe, é que esse pessoal sempre acaba dando um jeito de adaptar as tradições e costumes para conseguir uma folguinha: é na Quaresma, período de 40 dias que antecede o Domingo de Páscoa, que alguns músicos descansam e tiram suas férias.

Quando a gente fala alguns músicos, quer incluir aí aqueles que trabalham com as conhecidas "bandas de baile". Aquelas mesmas, que tocam em formaturas, festas nas rua das cidades e que costumam tocar um pouquinho de tudo. Isso porque, músico que toca em barzinho, por exemplo, acaba não sofrendo tanto com essa sazonalidade que vem depois do carnaval, exatamente por tocar um estilo de música diferente dos demais.


Mas, por que na Quaresma os eventos diminuem e os músicos saem da rotina louca? Por uma mistura de um pouco de cada coisa: existe o fator religiosidade, que resguarda a preparação para a páscoa e indica que é melhor que as pessoas evitem festas, e também o fato do Brasil ser um país no qual o Carnaval ocupa a cabeça e os bolso das pessoas.

O fato é que quem quer organizar uma festa, muitas vezes, resolve fazer o evento em um mês mais tranqüilo para o orçamento do seu público e também, eles mesmos, os contratatantes, tendem a dar um tempo nos gastos, por terem gastado mais dinheiro no Carnaval, já que os músicos sobem a cotação do cachê e recebem também por quatro dias seguidos.

A situação é comprovada pela experiência de cada um. Há mais de 40 anos, Nilson Santos (foto) trabalha com música. Seja no palco ou empresariando, o 'pão nosso de cada dia da sua casa', sempre sai das datas que as outras pessoas escolhem para "cair na noite".

Férias em janeiro com os filhos? Ih, que nada! É tempo de ensair para o Carnaval e aprender todos os lançamentos do axé music para não decepcionar o público. Em dezembro, a preparação é para o Réveillon. Férias de Julho , então? Também não rola, porque nessa época a agenda de shows da banda está cheia de festas country e de exposições agropecuárias.

Sobra mesmo para a família adaptar o calendário e tentar tirar férias depois. A esposa de Nilson, Maria Sueli Santos, diz já ter se acostumando com a situação e que sempre programa para a Quaresma as viagens em família. Ela, que tem o pai e a irmã morando no Pará, afirma nunca ter ido à Belém, nesses 25 anos de casamento, sem ser nos dias que antecedem a páscoa. "Viagens só nessa época mesmo, porque os shows diminuem. Mas as viagens nem podem demorar muito, porque os filhos estão em aula e aí, faltar demais, não dá", afirma.

Rodney Stenner, mais conhecido como "Paulista", também concorda com a afirmação. Para ele, os músicos acabam criando novas datas para se divertir ou tirar folga, todas muito diferentes de quem não pertence à profissão. "Mas quem está no ramo já sabe disso, e acaba tendo que acostumar. A própria família se acostuma também", diz.

Para o baterista, e hoje produtor da Banda Maria, de Juiz de Fora, apesar dos rituais pascais terem mudado muito com o tempo, e hoje as pessoas terem menos resguardo no que diz respeito à sair e se divertir durante os 40 dias de preparação para ressurreição do Cristo, a religiosidade ainda é o principal fator que faz com que os shows diminuam.

"A gente faz algumas coisas sim, como formaturas, por exemplo, que o calendário só depende da universidade. Mas festas nas ruas, exposições, ou eventos maiores, mais populares, caem mesmo. Um prefeito da cidade, por exemplo, não vai se comprometer a desafiar as 'leis' das pessoas que seguem a religião. Ainda bem que tem a quaresma para gente conseguir um descanso", opina.


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.