Juiz de Fora - MG

Terça-feira, 15 de julho de 2014, atualizada às 16h

Por motivo de saúde, Clésio Andrade renuncia ao mandato de senador

clesio

O senador Clésio Andrade (PMDB) oficializou, na tarde desta terça-feira, 15 de julho, sua renúncia ao cargo ocupado no Congresso Nacional. O político mineiro informou que a decisão se deve a problemas de saúde.

Segundo sua assessoria, Clésio terá de se submeter a uma cirurgia devido a um grave problema ósseo e a recuperação do procedimento se estenderá por pelo menos 120 dias. O senador anexou laudos médicos à carta de renúncia.

Clésio disse ter optado por renunciar, em vez de apenas pedir licença do cargo, por considerar um "prejuízo ao erário público o recebimento sem o respectivo desempenho das funções" e para ser "coerente com a austeridade" que praticou durante o mandato.

O mandato de Clésio se encerraria em 31 de janeiro de 2015. Ele assumiu em 12 de janeiro de 2011, após o falecimento do senador Eliseu Resende (DEM-MG), do qual era primeiro suplente. Clésio também é presidente licenciado da Confederação Nacional do Transporte (CNT).

Os últimos meses do mandato devem ser exercidos pelo segundo suplente Antônio Aureliano Sanches de Mendonça (PSDB-MG). A data da posse ainda não foi marcada. Filho do ex-vice-presidente da República Aureliano Chaves, Antônio Aureliano já foi deputado federal e secretário de Transportes em Minas Gerais e no Distrito Federal.

No final da carta de renúncia, Clésio agradece aos colegas senadores e à população de Minas Gerais pela convivência e apoio e disse que Antônio Aureliano está preparado para assumir o mandato.

Com informações da Agência Senado

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.