Juiz de Fora - MG

Quarta-feira, 18 de novembro de 2015, atualizada às 11h09

Câmara aprova feriado de 20 de novembro em primeira discussão

Os vereadores de Juiz de Fora aprovaram ontem, 17 de novembro, em primeira discussão, o projeto de lei do vereador Roberto Cupolillo (Betão-PT), que transforma o dia 20 de novembro – data de aniversário da morte de Zumbi dos Palmares – em feriado municipal. A matéria foi aprovada com 11 votos favoráveis e sete contrários. A segunda discussão acontece nesta quarta-feira, 18, e a terceira, se necessário, na quinta.

No entanto, mesmo que a lei seja aprovada, não há tempo hábil para a instituição do feriado em 2015. Isso porque o envio do texto ao Executivo se dará exatamente no dia 20, a partir de quando há prazo de 15 dias para o prefeito Bruno Siqueira (PMDB) se manifestar sobre a sanção.

Antes da votação, Betão entregou à Mesa Diretora um abaixo assinado com adesões a favor do feriado. Ele fez menção a fatos históricos que revelam a grande participação dos negros na construção de Juiz de Fora. "A etnia que predominava era a negra, por longo tempo escravizada. Após o fim desse período, essa população foi colocada na periferia," disse. O argumento de que o feriado traz prejuízos ao comércio foi retrucado por Betão que aposta em atividades motivadoras de vendas. Isso já ocorre em eventos como a Parada Gay e a Black Friday.

Quando da apreciação do projeto, o vereador José Laerte (PSDB) apresentou pedido de vista (adiamento), mas foi derrotado com 12 votos contrários. Outros sete pedidos de vista e um sobrestamento haviam sido aprovados em períodos legislativos anteriores.

Votaram a favor os vereadores Ana Rossignoli (PDT), Antônio Aguiar (PMDB), Cido Reis (PPS), Chico Evangelista (PROS), Jucelio Maria (PSB), José Emanuel (PSC), José Fiorilo (PDT), Léo de Oliveira (PMN), Nilton Militão (PTC), Betão e Wanderson Castelar (PT). Rodrigo Mattos (PSDB), presidente da casa, não teve direito a voto.

Com informações da Câmara Municipal de Juiz de Fora.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.