• Assinantes
  • Saúde
    Taís Coutinho Thaís Coutinho 18/5/2011


    Dicas de uma alimentação saudável para crianças menores de 2 anos

    Foto de mãe amamentando1) Até os seis meses, a mãe deve dar ao bebê somente o leite materno, sem oferecer chás, água ou qualquer outro tipo de alimento. O bebê que mama no peito tem mais saúde, desenvolve bem e fica menos doente!

    2) Depois dos seis meses, a mamãe pode introduzir, de forma lenta e gradual, outros alimentos. Mas deve continuar mantendo o aleitamento materno.

    3) A partir dos seis meses, alimentos como cereais, tubérculos, carnes, leguminosas, frutas e legumes devem ser ofertados aos bebês. Isso deve ocorrer três vezes ao dia, se a criança ainda estiver recebendo o leite materno. Caso contrário, ofertar cinco vezes ao dia.

    4) Sempre que a criança demonstrar fome, deve receber alimentos. Os horários rígidos prejudicam a capacidade da criança de distinguir a sensação de fome e de estar satisfeito após a refeição.

    5) No início da oferta alimentar, a mãe deve prestar bastante atenção na consistência, que deve ser na forma de purês e papas. Com o passar do tempo, esta consistência vai sendo alterada.

    6) Diferentes alimentos devem ser oferecidos às crianças ao longo do dia. Uma alimentação colorida e variada aumenta a oferta de nutrientes!

    7) Deve-se sempre estar estimulando o consumo de frutas, verduras e legumes. Isso faz com que a criança receba maiores quantidades de vitamina, minerais e fibras. Além disso, adquirem hábitos alimentares mais saudáveis.

    8) Muitos alimentos também não devem ser oferecidos, pois não são saudáveis e normalmente tiram o apetite das crianças. Estes são: açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos, e outras guloseimas. O sal deve ser usado com moderação!

    9) É sempre muito importante cuidar da higiene no momento de preparar os alimentos. Isso evita a contaminação e doenças como diarreia e aumenta o seu armazenamento e conservação.

    10) Sempre que a criança estiver doente, a mãe deve continuar oferecendo os alimentos, pois a criança neste estado precisa comer mais para não perder peso e recuperar-se mais rápido.

    Fonte: Biblioteca Virtual da Saúde do Ministério da Saúde

    Mais artigos

    Thaís Coutinho é Nutricionista e Personal Diet

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.