Quinta-feira, 8 de setembro de 2011, atualizada às18h30

Juiz de Fora lança campanha de combate à dengue

Jorge Júnior
Repórter
dengue

A Prefeitura de Juiz de Fora e a Igreja Católica lançaram uma campanha de combate à dengue nesta quinta-feira, 8 de setembro. A solenidade de lançamento contou com membros da PJF, do arcebispo Dom Gil Antônio Moreira e de representantes de 35 das 48 paróquias de Juiz de Fora que já aderiram à campanha.

Segundo o arcebispo, a igreja irá fazer uma campanha intensa. "Vamos distribuir informativos feitos pela Prefeitura nas missas aos finais de semana, com o objetivo de conscientizar todos os juiz-foranos. Os folhetos também serão distribuídos nas reuniões nos bairros para atingir as pessoas de outras religiões. No ano passado, percebemos que todo o trabalho realizado com os fiéis foi muito importante para informar a população."

A primeira fase da campanha vai ocorrer a partir da segunda quinzena de setembro. A Prefeitura vai recolher materiais que possam servir de criadouro para o mosquito Aedes aegypti. Para isso, todo o lixo da dengue deve ser colocado nas portas das casas nos sábados e domingos anteriores aos dias em que os caminhões irão fazer o recolhimento nas regiões. A coleta tem início na região Leste (confira as datas).

A segunda fase ocorre em novembro, dezembro e janeiro, quando serão realizadas as Batalhas Regionais de Combate à Dengue, com trabalho de varredura em todos os imóveis e terrenos e de recolhimento do lixo da dengue. Na região Oeste, a batalha será no dia 26 de novembro; Sul, no dia 3 de dezembro; Sudeste, no dia 10 de dezembro, Nordeste, no dia 17 de dezembro; Leste, no dia 14 de janeiro de 2012; Norte, nos dias 21 e 22 de janeiro e Centro, em 28 de janeiro.

A última fase será em fevereiro de 2012 com as Batalhas Locais de Combate à Dengue. Essas ações serão intensificadas nos bairros onde for maior o número de focos do mosquito transmissor da doença.

Números da dengue

No início de 2011, Juiz de Fora vivia uma situação grave em relação à dengue. Em 2010, houve epidemia da doença na cidade: 9.441 pessoas tiveram dengue e 17 morreram. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, a cidade é a terceira com o maior número de notificações de Minas Gerais, tendo notificado 9.305 casos dengue, sendo 2.531 no primeiro trimestre, 6.651 no segundo, 69 no terceiro e 54 no quarto semestre. Belo Horizonte e de Betim lideram o ranking, 68.959  e 19. 559 notificações, respectivamente.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.