• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde

    Autoridades lançam estratégias para prevenir gripe suína Em Minas, três casos de suspeita da doença são investigados. Quem esteve no México, Estados Unidos e Canadá deve passar por avaliação

    Clecius Campos
    Repórter
    28/4/2009

    A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES) anunciou em nota uma série de medidas de prevenção e acompanhamento da situação da influenza suína no Estado. Entre as estratégias estão a tentativa de contato com todas as pessoas que chegaram do exterior nos últimos 15 dias, a distribuição de folders educativos em hotéis, agências de viagens, companhia aéreas, aeroportos e rodovias e a ampliação da retaguarda hospitalar com oferecimento de mais leitos de isolamento.

    No Aeroporto de Confins, um médico da Secretaria de Saúde de Belo Horizonte ficará de plantão para atender pessoas que chegarem de países considerados de risco, como México e Estados Unidos. Caso seja necessário, os cidadãos serão encaminhados para o hospital referência.

    A partir desta quinta-feira, 30 de abril, técnicos de epidemiologia do Estado estarão de plantão no telefone 0800 283 2255 para esclarecer dúvidas da população. A capacidade de atendimento será ampliada de um para sete atendentes, que estarão disponíveis 24 horas por dia.

    Uma lista dos eventos que serão realizados em Minas nos próximos dias e daqueles que serão promovidos fora do País foi pedida à Secretaria de Estado de Turismo. A partir daí, será feito um monitoramento dos participantes.

    Em Juiz de Fora

    A Secretaria Municipal de Saúde de Juiz de Fora recebeu orientações do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre como proceder frente à doença. Segundo o subsecretário de Vigilância em Saúde, Ivander Mattos Vieira, as pessoas que estiveram no México, Estados Unidos ou Canadá, nos últimos 15 dias, e apresentaram qualquer sintoma de gripe devem procurar o Sistema Único de Saúde (SUS) para análise. "Estes deverão ficar em acompanhamento e isolamento até que sejam realizados os exames para confirmação ou não da doença".

    Quem esteve nesses locais, mesmo não apresentando sintomas, deve procurar um médico. "É importante lembrar que quem não esteve nesses países não tem chances de estar contaminado com a gripe." Vieira afirma ainda que a ingestão de carne de porco não provoca a doença. "A gripe suína é transmitida pelo ar, saliva ou contato com secreção mucosa, como uma gripe qualquer."

    Preocupado com a infestação da doença, um homem procurou a Vigilância Sanitária em Juiz de Fora, nesta terça-feira, dia 28. Ele acabou de chegar do México e, mesmo sem sentir nada, preferiu buscar orientação. "Como não relatava sintomas, pedimos que fizesse uma avaliação. Ele procurou um infectologista particular, que não encontrou vestígios da doença".

    A Secretaria promove distribuição de folders confeccionados pela Anvisa em toda a rede municipal de saúde. Técnicos de epidemiologia da Prefeitura respondem dúvidas pelos telefones (32) 3690-7472 e (32) 3690-8207.

    Casos suspeitos

    Os três casos suspeitos de gripe suína em Minas Gerais continuam sendo investigados. De acordo com informações da SES, o casal que está isolado no Hospital das Clínicas (HC) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) apresenta boa evolução do quadro clínico e está sem febre, sem tosse e sem coriza. O outro paciente internado no HC está sem febre, com coriza e tosse de intensidade leve. Os laudos dos exames enviados ao laboratório da Fiocruz, no Rio de Janeiro, ainda não estão prontos e não há previsão de quando serão liberados.

    Sete missionários mexicanos, de uma organização não-governamental que trabalha com crianças, desembarcaram no Aeroporto Tom Jobim (Galeão, do Rio de Janeiro) na noite da última segunda-feira, dia 27, e na rodoviária de Belo Horizonte na manhã desta terça-feira. Eles foram orientados a permanecer em observação por dez dias em uma casa na cidade. Embora essas pessoas não apresentem sintomas, a SES informa que este procedimento adotado será padrão para todos que desembarcarem das áreas de risco.

    O Ministério da Saúde registra até agora 20 casos notificados e em monitoramento da doença. A Secretaria de Saúde de São Paulo descartou dois casos registrados no Estado.

    Sintomas e prevenção

    O quadro abaixo mostra sintomas e formas de evitar o contágio.

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.