Segunda-feira, 25 de maio de 2009, atualizada às 19h33

Médicos ambulatoriais paralisam atividades por 72 horas

Clecius Campos
Repórter

Aproximadamente 400 médicos da rede ambulatorial da Prefeitura de Juiz de Fora irão cruzar os braços por 72 horas. A paralisação começa nesta terça-feira, dia 26, e vai até quinta-feira, 28. Os profissionais devem votar pela greve em assembleia nesta quarta, 27. Serviços de urgência e emergência funcionam normalmente.

De acordo com o secretário-geral do Sindicato dos Médicos, Geraldo Sette, mesmo com a ameaça de corte de ponto, feita pelo secretário de Administração e Recursos Humanos (SARH), Vitor Valverde, a categoria aposta na interrupção das atividades para obter reajuste e equiparação salarial. "As negociações não estão encerradas, portanto, o movimento continua."

Os dentistas da rede municipal estudam a possibilidade de apoiar os médicos. De acordo com o presidente do Sindicato dos Odontologistas, Ricardo Werneck, a categoria decide nesta terça, em assembleia, se adere à paralisação. "Enviamos um ofício à SARH solicitando abertura de negociações. Caso as conversas não iniciem logo, vamos parar."

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.