Segunda-feira, 2 de agosto de 2010, atualizada às 19h

Gastos com gestão das UPAs ultrapassam R$ 1 milhão mensais

Aline Furtado
Repórter


Nesta segunda-feira, 2 de agosto, a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) divulgou o resultado da chamada pública nacional para administração das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Santa Luzia e de São Pedro.

Ao todo, serão gastos, por mês, 650 mil na administração da unidade de Santa Luzia e 600 mil na unidade de São Pedro. Os valores serão repassados pelo Ministério da Saúde (MS), pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), além da contrapartida da PJF. O tempo de contrato é estabelecido conforme a lei nº 8.666, referente ao processo licitatório, e prevê que as instituições atuem por um ano nas unidades, tempo que pode ser prorrogado por até cinco anos.

A Fundação de Apoio ao Hospital Universitário (FHU) e o Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus foram habilitados a realizarem os serviços de saúde nas UPAs São Pedro e Santa Luzia, respectivamente. Além das duas instituições da cidade, também se habilitaram uma de São Paulo e outra do Paraná. "Entretanto, apenas representantes da FHU e do Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus compareceram à chamada pública, que ocorreu na última sexta-feira, 30 de julho", explica o subsecretário de Urgência e Emergência, Cláudio Reiff.

Na ocasião, foram apresentadas as propostas de trabalho e experiência técnica das instituições à comissão formada por representantes da Secretaria de Saúde (SS), Procuradoria Geral do Município (PGM) e Conselho Municipal de Saúde, órgãos responsáveis pela análise dos documentos.

                                                                                         Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.