• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Segunda-feira, 25 de outubro de 2010, atualizada às 17h20

    Sindicato dos Médicos move ação contra PJF devido à terceirização nas UPAs

    Aline Furtado
    Repórter

    O Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora e Zona da Mata, juntamente com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sinserpu), vai entrar, até a próxima quarta-feira, 27 de outubro, com a primeira ação judicial contra a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF).

    A medida refere-se à terceirização de serviços públicos de saúde. "Esta será a primeira ação, que trata de um problema que vem sendo verificado desde o ano passado, a terceirização nas UPAs [Unidades de Pronto Atendimento] dos bairros Santa Luzia e São Pedro", destaca o vice-presidente do sindicato, Geraldo Sette.

    Ele relata que a PJF já foi notificada pela entidade, com base na ação movida pelo Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro. "Tomamos estas medidas porque não há qualquer tipo de canal de negociação por parte da Prefeitura. Agora, com a ação, além do prosseguimento legal, esperamos algum pronunciamento por parte do Executivo."

    Sette defende que a realização de concurso público está prevista constitucionalmente. "Não podemos voltar no tempo, muito menos aceitar calados a alegação de que a terceirização é sinônimo de eficácia. O que temos percebido é que a ausência de funcionários terceirizados existe na mesma proporção que a percebida entre os concursados."

     

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.