Sexta-feira, 29 de julho de 2011, atualizada às 18h42

Moradora de cidade da Zona da Mata tem terceiro mamilo no calcanhar

Aline Furtado
Repórter
Mamilo no pé

Moradora do município de Teixeiras, localizado a cerca de 220 quilômetros de Juiz de Fora, Dayane Costa Felipe, 24 anos, tem um mamilo no calcanhar direito.

"Nasci com ele, sem ter qualquer caso parecido na minha família." A estudante de Educação Infantil conta que a aparência sempre foi de um mamilo, com coloração mais forte e uma protuberância em forma de bico. Contudo, a confirmação de que é mesmo um mamilo veio no mês de novembro do ano passado, quando Dayane estava grávida.

"Fui ao médico, fazer o acompanhamento pré-natal e mostrei o calcanhar a ele. Embora não tenha realizado exame com coleta de material, ele afirmou que se trata de tecido mamário, ainda que não tenha glândulas mamárias." A estudante conta que o mamilo nunca provocou qualquer tipo de incômodo ou dor, entretanto, durante a gravidez, o local ficou inchado.

Dayane relata que, embora não incomode nem doa, a área do calcanhar apresenta a mesma sensibilidade presente nos mamilos do tórax. "O médico afirmou que o caso é raro e pode ter sido provocado pelo deslocamento de alguma célula. Ele recomendou que eu remova o mamilo do calcanhar. Mas não tenho intenção de tirar porque não me faz mal e nem causa qualquer tipo de problema." Ela conta que o fato de conviver com a situação desde que nasceu fez com que ela se adaptasse, como no caso da escolha de calçados mais confortáveis.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.