• Assinantes
  • Saúde
    Quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012, atualizada às 14h30

    Mutirões de saúde devem realizar mais de 27 mil consultas em quatro meses em JF

    Victor Machado
    *Colaboração
    Secretária de Saúde assina termo de compromisso

    Foi assinado nesta quarta-feira, 15 de fevereiro, o termo de compromisso da Secretaria Municipal de Saúde com o Hospital e Maternidade Terezinha de Jesus (HMTJ), Fundação HU e Santa Casa, a fim de que essas instituições realizem mutirões de consultas especializadas, para reduzir as filas no sistema público de saúde em Juiz de Fora.

    A proposta é que 27.783 consultas sejam realizadas no prazo de quatro meses, o que representa 80% do total de consultas reprimidas que é de 34.350. Os atendimentos devem começar a partir do dia 7 de março.

    "As filas de espera para consulta especializada nos incomodam", afirma a secretária de Saúde, Maria Helena Leal Castro. Para o acordo, foi apresentada uma lista das principais demandas da cidade para que cada instituição pudesse disponibilizar os atendimentos. "Cada instituição ofertou o que podia. Para algumas especialidades não tivemos ofertas, como a neurologia, que permanecerá com demanda reprimida até que consigamos uma solução."

    Algumas especialidades terão solução interna, através do Departamento de Saúde da Mulher (DSM), sendo 343 consultas ginecológicas infanto-puberal e 4.994 consultas oftalmológicas. Todos os atendimentos serão marcados de acordo com o cadastro no Sistema Único de Saúde (SUS), por meio de telefone. "A pessoa será contactada para saber se ainda tem o interesse na consulta. Depois de marcada, a guia será disponibilizada na Unidade Básica de Saúde próxima a casa do usuário."

    A secretária destaca que o acordo inclui ainda a realização de exames para os pacientes. "Outro problema sério é a fila para exames. Ainda não vamos resolvê-lo nesse momento, mas, se esses pacientes forem atendidos e não fizerem os exames necessários, vamos apenas transferir o problema. Então, primeiro vamos solucionar os 34 mil casos, para partirmos para solução das filas de exames."

    Do total de 27.783 consultas, cerca 65,34%, ou 22.446, serão realizadas por meio de mutirões programados para ocorrer durante uma programação elaborada pela secretaria. Já foram realizados quatro mutirões em fevereiro, que atenderam 227 consultas oftalmológicas e 140 de ortopedia. Durante este período, 21% dos usuários que agendaram consultas oftalmológicas e outros 30% de ortopedia não compareceram. A abstenção é uma das preocupações da secretária. "É preciso que todos tenhamos responsabilidade. O usuário deve ter a consciência de que está ocupando uma vaga e a ausência atrapalha outra pessoa." Quem não comparecer à consulta, passará para o final da fila.

    *Victor Machado é estudante do 8º período de Comunicação Social da Faculdade Estácio de Sá

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.