• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde

    Cinetose: enjoo do movimento pode afetar todas as idades

    Uso de medicação e medidas simples minimizam os efeitos causados por viagens. Evitar ler durante o movimento e olhar para um ponto fixo são dicas importantes

    Thiago Stephan
    Repórter
    20/4/2012
    Cinetose

    Para algumas pessoas, viajar de ônibus, carro, navio ou mesmo avião é motivo de apreensão. Elas sofrem com a cinetose, uma desordem causada no ouvido interno, conhecido como labirinto, que pode provocar tonturas, náuseas, dor de cabeça, vertigens, suores, sensação de calor, eructações e até vômitos.

    São mais comuns na infância, mas pode acometer pessoas de todas as idades. Como não existe um tratamento específico para o enjoo do movimento, como também é chamado o problema, o melhor a fazer é ingerir medicação antivertiginosa antes da viagem e adotar medidas que minimizem os sintomas.

    "A cinetose é a sensação de tontura causada pelo deslocamento do olho quando a pessoa está em movimento dentro de um veículo. Os olhos ficam observando a paisagem em um ritmo que chamamos de nistagno. Este movimento ocular provoca reflexo de tontura, que pode ser acompanhado de náuseas e vômitos em algumas pessoas com o labirinto mais sensível. É um distúrbio do labirinto", explica o otorrinolaringologista Antônio Dias Júnior.

    Segundo Dias Júnior, crianças que têm cinetose não necessariamente apresentarão problemas pelo resto da vida. Em razão do que ele chamou de habituação, as viagens futuras poderão ser mais tranquilas. De acordo com o especialista, o diagnóstico da cinetose é simples. "Chega-se ao diagnóstico com exame clínico e analisando o histórico do paciente, sem haver a necessidade de exames complementares", comenta.

    A adoção de medidas simples pode amenizar o incômodo. "A orientação é para não fazer leitura durante a viagem, olhar para um ponto fixo e evitar acompanhar pontos da paisagem", orienta o otorrinolaringologista. Também é aconselhável evitar comer durante o movimento, consumir bebida alcoólica e fumar. É comum pessoas que sofrem com o problema sentir com maior intensidade os sintomas da cinetose quando viajam no banco de trás.

    O especialista explica que os sintomas são semelhantes ao da labirintite, outro mal que afeta o labirinto. Entretanto, são causadas por estímulos diferentes. No caso da cinetose, ela é causada por estímulo visual. Por isso, quem sofre com o problema costuma fechar os olhos na tentativa de minimizar os efeitos causados pelo movimento.

    Ainda assim, os sintomas costumam persistir. Isso porque, mesmo de olhos fechados, o cérebro consegue detectar mudanças de aceleração e direção, enviando impulsos ao labirinto. Isso ocorre porque o cérebro, para saber se o corpo está ou não em movimento, interpreta informações de três sistemas diferentes: visão; propriocepção, que é a capacidade de reconhecer a localização espacial do corpo; e ouvido interno, como também é conhecido o labirinto, que além de se relacionar com a audição, também é responsável pelo equilíbrio.

    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.