• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Armando Falconi Armando Falconi 3/10/2011

    Sementes oleaginosas

    Foto de Armando FalconiEm nosso último artigo, mês passado, desenvolvemos o tema sobre nosso livro Perda de Pessoas Amadas, e o lançamento que ocorreu aqui em Juiz de Fora, no dia 25 de setembro.

    Informamos que os resultados foram excelentes, com a presença e participação de cerca de mil e duzentas pessoas, que puderam usufruir uma tarde de domingo diferente, dinâmica, de muito aprendizado e confraternização positiva.

    Agradecemos aos que estiveram presentes, assim como, a todos que colaboraram na divulgação do evento, cuja renda foi totalmente canalizada para as atividades de promoção social da Fundação Espírita Allan Kardec (Feak).

    As fotos, comentários e outros assuntos relativos ao tema podem ser conferidos no site do livro, inclusive a agenda de lançamentos em mais de vinte cidades que estão programadas em diversos estados desse nosso Brasil.

    Estamos no mês de outubro, dias novos deste que é o último trimestre de 2011, e o foco do comércio, e do público em geral já começa a ser dirigido para as atividades do Natal, e das comemorações do final de ano.

    E um dos focos está sempre ligado à alimentação, que sofre os reflexos da colonização europeia, com alimentos típicos dos países daquela região, trazidos pelos imigrantes nos dois últimos séculos.

    Isto enriquece as possibilidades nutritivas e traz sabores novos ao paladar de quem possua recursos para incluir estes alimentos em sua mesa e cardápio.

    Trofoterapia

    Foto de Armando FalconiPalavra pouco conhecida, pode ser apresentada em duas partes. Fica mais fácil de ser entendida da seguinte forma: trofo (alimentos) + terapia (tratamento).

    Assim, trofoterapia é o uso dos alimentos como recursos naturais de tratamentos das necessidades orgânicas do corpo humano, para a manutenção da saúde, como também para os casos de enfermidades serem utilizados como remédios naturais.

    Já na antiga Grécia ensinava Hipócrates, considerado o pai da medicina: "Faça do alimento o seu remédio e do remédio o seu alimento".

    A maioria das pessoas segue apenas o instinto natural e usa os alimentos no cardápio de cada dia motivada pelas cores, sabores e gostos pessoais, sem saber que está ingerindo também princípios ativos de tratamentos naturais.

    Sementes oleaginosas

    Incluir as sementes no cardápio traz diversos benefícios! Atualmente, estamos sempre buscando por auxílios naturais para nosso organismo no combate a vários males e as sementes podem nos auxiliar muito neste trabalho.

    Pois elas são excelentes fontes de vitaminas C, E, complexo B e sais minerais como potássio, ferro, cálcio, zinco e magnésio. Por esse motivo, as sementes nos fornecem antioxidantes para combater os radicais livres que danificam as células do corpo. As sementes ainda contêm muita fibra alimentar, a qual regulariza o funcionamento do intestino e evita prisão de ventre entre outros problemas.

    Importante ressaltar que elas fazem parte da família dos alimentos classificados como biogênicos, ou seja, que geram vida. Principalmente, quando são frescas e cruas, e previamente hidratadas.

    Foto de Armando FalconiAs sementes mais comuns aqui no Brasil, em termos de propriedades nutricionais são as de linhaça e girassol (clima frio), gergelim, castanha do Pará e de caju (clima quente) e abóbora. Também são valorizadas as nozes brasileiras que são a pecã e macadâmia.

    Como a própria classificação diz, estas sementes são concentradas em óleos vegetais ou "nutricionais", mas também são ricas em proteínas, fibras, sais minerais, vitaminas, enzimas e fitohormônios.

    Constituem uma forma concentrada de energia e informações genéticas para "gerar vida" como já dissemos.

    Aprenda a usar para melhorar a saúde

    Apresentaremos algumas das sementes e comentários sobre as suas propriedades salutares:

    Amêndoa: possui grande quantidade de fibras, zinco e ômega 3. É a campeã em vitamina E, prevenindo o organismo contra toxinas e efeitos nocivos da poluição. É uma excelente opção de lanche, embora seu consumo deva ser controlado, já que é calórico.

    Por ser muito desinflamante, é que a orchata de amêndoa se recomenda nas afecções gastrointestinais de caráter inflamatório.

    É também indicada nas diarreias das crianças, na bronquite, na pneumonia, nas inflamações das vias urinárias, nos cálculos renais e vesicais, nas tosses. Usa-se de igual modo como refrescante, diurético e antiespasmódico.

    Avelã: é a fruta seca mais rica em cálcio, nutriente essencial para manter os dentes fortes e prevenir a osteoporose. Possui, ainda, vitamina C e B1, que ajudam as células a produzirem energia por meio de carboidrato.

    Castanha de caju: essa parte da fruta é rica em carboidratos e proteínas. Possui ferro, cálcio, fósforo, sódio e inúmeros tipos de aminoácidos, inclusive o argimino, que se converte em óxido nítrico, alargando as artérias e diminuindo a pressão sanguínea, auxiliando no controle da hipertensão. Também é formada por fitoquímicos e fitoesteróis, elementos anticancerígenos. É abundante em fibras e em gordura monossaturada, que ajuda no aumento dos níveis de HDL, o bom colesterol. Cuidados com a situação de serem oferecidas para consumo já salgadas, o que a conserva por mais tempo, mas pode ser prejudicial.

    Castanha do Pará: hoje tendo o nome modificado no comércio internacional para "castanha do Brasil". É considerado um alimento extremamente nutritivo, devido à sua elevada quantidade de proteínas. Por conta de seu grande teor de vitamina E e de selênio, é também considerado o mais rico alimento em substâncias antioxidantes, importantes no combate aos radicais livres, que danificam as células, causam doenças e aceleram o envelhecimento. Apenas uma castanha do Pará por dia fornece a quantidade de selênio de que o corpo necessita, auxiliando a memória, a concentração e o foco.

    Foto de Armando FalconiNoz: abundante em ômega 3, a gordura que protege contra doenças cardiovasculares, esse tipo de fruta seca possui vários minerais, além da arginina, um aminoácido fundamental para a circulação do sangue e ao sistema imunológico. O alimento possui outros nutrientes, como a vitamina E, que auxilia na prevenção de doenças como o Mal de Alzheimer, e a vitamina B6, que atua também na produção de glóbulos vermelhos.

    Pistache: possui como nutrientes cálcio, cobre, ferro, magnésio, fósforo, potássio, selênio e vitaminas A, B1 e B6, esta última fundamental para a produção de hormônios e ao bom funcionamento cerebral. O produto também é rico em fibra e em gordura monoinsaturada, que ajuda no aumento dos níveis do bom colesterol. O pistache tem, também, elementos que ajudam as células a produzir energia e que atuam na produção de hemoglobina, que transporta oxigênio ao sangue, além de auxiliar na reparação e cicatrização de feridas, por conta do zinco presente na fruta.

    Linhaça: é uma semente de uma planta muito antiga e bem conhecida — o linho — a linhaça é considerada um alimento funcional. Isso porque, além das suas propriedades nutricionais básicas, ela tem função protetora da saúde, graças aos seus compostos antioxidantes e anticancerígenos.

    Rica em proteínas, minerais e vitaminas, a semente de linhaça contém cerca de 40% de óleo em sua composição. Abundante em ômega 3 e ômega 6, numa proporção harmônica, o óleo de linhaça ajuda a garantir a saúde cardiovascular, pois atua na redução do LDL, o mau colesterol. Além disso, a altíssima taxa de ômega 3 faz da linhaça um alimento extremamente benéfico à saúde, pois trata-se de um importante agente antioxidante e renovador celular.

    Foto de Armando FalconiSemente de abóbora: a abóbora é uma planta da família das cucurbitáceas, de caule rasteiro ou trepador. Algumas variedades são oriundas do Oriente Médio e Américas, mas atualmente é cultivada no mundo inteiro. Planta própria de climas quentes, requer temperaturas entre 20º C e 27º C para seu cultivo e produtividade. É sensível ao frio abaixo de 10º C e geadas.

    O uso de sementes de abóbora na medicina tradicional chinesa data do século XVII a.C., com relatos no combate de parasitas intestinais. As sementes são retiradas dos frutos completamente maduros e postas para secar rapidamente ao sol. Contém de 44% a 50% de fração oleosa (rica em ácidos graxos mono e poliinsaturados), elevado teor de fibras (23% a 27%) em relação às demais sementes, albuminas (proteínas 37% a 40%), a cucurbitacina (um glicosídeo resinoso), sais minerais, especialmente zinco, magnésio e potássio, vitaminas do complexo B, sais do ácido fólico (folatos) e outras substâncias ainda desconhecidas.

    A riqueza em cucurbitacina, substância que lhe dá a classificação botânica, confere à semente de abóbora reconhecida propriedade antiinflamatória, principalmente nas doenças da próstata e do sistema urinário. Cozida em água é uma boa indicação para o tratamento da bronquite. Além de ser um ótimo vermífugo para adultos e crianças. Ainda ajuda a manter cada vez mais jovem a memória. Podemos considerar a semente da abóbora rica em  ácidos graxos monoinsaturados. Pesquisas têm comprovado que o óleo contido nas sementes de abóbora apresenta resultados benéficos no tratamento de problemas da vesícula (congestão e cálculos) e próstata (hiperplasia).

    Apresentamos aqui apenas alguns apontamentos já que existe farto material e muitos motivos para transformar cada uma destas sementes em um artigo individual.

    Desejando saber mais, leia nossos livros e apostilas; visite nossos sites, nossos blogs e siga-me pelo twitter, receba textos e dicas de saúde e PoteNciaL.

    Com sinceros votos de muita paz a tudo e a todos, ficamos à disposição para responder suas perguntas. Entre em contato conosco, aguardamos seu e-mail.

    Encerramos com saudações holísticas!

    Mais artigos

    Armando Falconi Filho
    é Terapeuta Holístico, Escritor, Consultor, Conferencista
    Saiba mais clicando aqui.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.