Terça-feira, 9 de outubro de 2012, atualizada às 12h

Atraso de voo em Juiz de Fora gera indenização de R$ 10 mil

Da Redação
Seus Direitos

A 12ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) condenou a Trip Linhas Aéreas S/A. a pagar indenização de R$ 10 mil, por danos morais, a um professor universitário, que, devido ao atraso na decolagem, ficou impossibilitado de chegar a tempo à defesa da dissertação de mestrado da sua orientanda.

De acordo com a assessoria do TJMG, em 19 de outubro de 2010, o professor se dirigiu ao aeroporto de Juiz de Fora, e o voo dele, com destino a Guarulhos, em São Paulo, estava marcado para as 6h. Porém, a aeronave não decolou no horário marcado e, quando todos os passageiros já estavam em seus lugares, eles foram informados de que haveria uma escala em Belo Horizonte que não estava programada.

Por volta das 8h30, a companhia aérea ofereceu a J. a possibilidade de ele ir de carro para o Rio de Janeiro e de lá embarcar para São Paulo. Caso contrário, seu bilhete seria cancelado. O professor afirma que só tinha a opção de cancelar a viagem, porque o tempo mínimo de viagem de Juiz de Fora até o Rio, de carro, é de duas horas e 30 minutos, mais uma hora para embarcar para São Paulo e mais o tempo de translado entre o aeroporto e a universidade.

Em primeira instância, a empresa aérea foi condenada a pagar R$ 10 mil por danos morais e R$ 55 pelos danos materiais. Ambas as partes, insatisfeitas com a decisão, recorreram ao TJMG. O desembargador relator, Alvimar de Ávila, negou provimento aos recursos e manteve a condenação contra a Trip Linhas Aéreas.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.