• Assinantes
  • Autenticação
  • Casa

    Samambaias voltam a ser tendência em decoração As plantas, que fizeram sucesso nos anos 70, ganham novo uso, podendo
    decorar ambientes interno e externo

    Aline Furtado
    Repórter
    2/10/2009

    Quem não se lembra das samambaias penduradas no canto da varanda da casa da mãe ou da avó? Difícil encontrar alguém que não tenha essa cena na memória. E, por incrível que pareça, a imagem, que parece coisa do passado, poderá ser vista nos dias atuais. É que, como acontece com a arquitetura, a pintura e a moda, o paisagismo também reflete momentos, trazendo tendências.

    Entre as espécies de samambaias que voltam com força total estão a chorona (a metro), o chifre de veado, o asplênio, a cavalinha e a renda portuguesa. "Com a onda vintage, termo que designa peças que marcaram época, está muito em voga o uso de elementos que fizeram parte do universo dos anos 70", explica a arquiteta paisagista Angelica Ignácio. O que era considerado “de época”, agora soa moderno e elegante.

    De acordo com a paisagista, a volta das samambaias pode ser explicada a partir da estética das plantas, como, por exemplo, o chifre de veado, que tem aspecto altamente ornamental. Além disso, a característica pendente atrai a atenção. Para a técnica paisagista Cláudia Tabet Zanini, a samambaia pode ser utilizada como peça centro de um ambiente ou como composição, fazendo parte de um jardim.

    Segundo Angelica, a samambaia chorona é um exemplo de planta considerada ícone de tempos atrás, remetendo à memória coletiva das varandas, onde ficavam presas em seus suportes de ferro no teto, descendo pendentes quase até o chão. Mas com a volta, novos usos dão às samambaias uma roupagem atual. Hoje, a chorona, assim como outras espécies de samambaias, vem sendo usada nos jardins verticais. "Este uso acontece por se tratar de plantas pendentes e de fácil manutenção."

    Embora as diferentes espécies de samambaia apresentem hábitos e características particulares, as plantas podem ser usadas tanto em ambientes internos quanto externos. "Mas a maioria das espécies prefere ambientes sombreados", alerta Angelica.

    Antes, as samambaias eram plantadas em xaxins, mas, hoje, o uso é considerado ecologicamente incorreto. "Os xaxins são provenientes da samambaiaçu, uma espécie que está em vias de extinção devido à exploração desenfreada." Segundo Angelica, a fibra de coco tem sido utilizada como alternativa.

    Cláudia dá duas dicas de cuidados para as samambaias. Uma delas ensina a triturar cascas de ovos e jogar na terra. A outra é sobre a utilização da água usada na lavagem da carne para  regar as plantas.

    Contenção com samambaias Jardim residencial
    Outras plantas

    Além das samambaias, a tendência vintage traz de volta plantas como espada de São Jorge, murtas, filodendros, dracenas, yuccas, pacovas, crotons, avencas, gênero de trepadeiras, como a jiboias, costela-de-adão, singônios, guaimbê, este último muito usado pelo paisagista Burle Marx como forração de jardins. A cheflera, planta de porte arbustivo,também está de volta. Algumas flores, como a dália e os antúrios também têm seu espaço, tanto no jardim como em arranjos florais usados na decoração de interiores.

    Estas espécies, que antes eram utilizadas em jardins, hoje, por serem muito resistentes e não necessitarem de muita manutenção, passam a ser muito usadas em vasos, tanto em ambientes internos quanto externos. Angelica explica que a maioria destas plantas é indicada para locais onde há meia sombra e sombra. "Cantinhos úmidos, tanto no interior como no jardim externo, são perfeitos para algumas delas."

    Com relação à costela-de-adão, deve-se evitar plantá-la em floreiras e lajes, porque se trata de uma espécie com sistema de raiz agressivo, que ramifica à procura de água e, geralmente, destrói a impermeabilização da construção.

    Como cuidar das samambaias
    • As plantas costumam "sentir" alterações de lugar, isso porque se acostumam com a luminosidade, a temperatura e a umidade local.
    • Uma vez por mês, pode-se aplicar fertilizante específico para samambaias, seguindo as orientações do fabricante.
    • É recomendado manter o solo sempre úmido, porém, nada de encharcar. O ideal é regar diariamente.
    • Vento em excesso pode "queimar" as folhas mais jovens, além de fazer com que a planta perca água por evaporação.
    • As samambaias não suportam muito sol.
    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.