• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Segunda-feira, 9 de maio de 2011, atualizada às 19h30

    Apuração definitiva do IPCA eleva reajuste oferecido aos servidores municipais para 8,85%

    Aline Furtado
    Repórter
    Servidores em assembleia

    A apuração definitiva do IPCA, elaborado neste final de semana, fez com que o reajuste oferecido pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) aos servidores municipais subisse de 8,23% para 8,85%. A alteração refere-se ao IPCA acumulado entre maio de 2010 a abril de 2011. O índice mede a inflação.

    Com o novo cálculo, o índice passa a ser de 6,51% em maio, mais 1,34% em setembro e 1% novembro. O percentual é resultado da soma do IPCA com o valor de 2,34% referente às perdas ocorridas em 2009.

    Professores aguardam resposta

    Representantes do Sindicato dos Professores Municipais de Juiz de Fora (Sinpro) estiveram reunidos nesta segunda-feira, com a titular da Secretaria de Administração e Recursos Humanos (SARH), a fim de dar início à discussão a respeito das reivindicações da categoria na campanha salarial de 2011.

    Um dos pontos abordados foi a possível revogação do documento que obriga a apresentação de atestado médico emitido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em caso de doença dos professores. "Isso acaba causando transtornos porque, se a consulta é feita na rede privada de saúde, é preciso que o atestado seja trocado no SUS. Muitos professores trabalham em três locais diferentes e esta troca exige esforço, além de causar transtornos", afirma o presidente do Sinpro, Flávio Bitarello. Segundo ele, a Prefeitura alegou não haver possibilidade de revogar o documento, mas garantiu que irá analisar outra alternativa.

    Outro ponto abordado no encontro desta segunda foi a equiparação salarial do salário de professores do ensino infantil aos professores PRB. Além disso, foi tratada a paralisação da categoria, marcada para a próxima quarta-feira, dia 11. "Será uma paralisação nacional, unificada, em luta pela implantação do piso nacional, que implica a imediata redução da carga horária semanal, que hoje equivale a 15 horas, passando para 13,4 horas.

    A resposta do Executivo deverá ser repassada aos representantes do Sinpro na quarta-feira, 11, data em que será realizada uma assembleia da categoria, às 15h na Sociedade de Medicina.

    Médicos em greve há uma semana

    A greve dos médicos completa uma semana nesta segunda-feira. A categoria deverá se reunir nesta terça-feira, 10, com o secretário de Recursos Humanos da Prefeitura, a fim de debater as reivindicações referentes à campanha salarial 2011. Na quarta, 11, a classe reúne-se em assembleia para avaliar as propostas do Executivo e analisar os rumos da greve.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.