Quarta-feira, 14 de março de 2012, atualizada às 15h05

Polícia Militar de Cataguases prende duas mulheres por roubo de recém-nascido

Da Redação
Viatura PC

Policiais militares da 6ª Companhia Independente de Cataguases prenderam em flagrante, nesta quarta-feira, 14 de março, duas mulheres, de 33 e de 27 anos, após o roubo de uma recém-nascida no município de Itamarati de Minas. A menina, de um mês de vida, foi devolvida aos familiares. As mulheres foram enquadradas nos crimes de subtração de criança e de estelionato.

As mulheres levaram a menina de uma residência, no final da tarde da última terça-feira, dia 13. Segundo informações da assessoria da Polícia Civil (PC), a mãe da recém-nascida, uma adolescente de 16 anos, estava sozinha em casa, com a filha. Em depoimento, a jovem afirmou que as mulheres chegaram a visitá-la por duas vezes.

De acordo com a mãe, enquanto uma das mulheres a distraía, a outra foi até o quarto e pegou a menina, sem que ela visse. A mulher teria levado a criança até um carro e voltado para chamar a amiga. Pouco tempo depois, a adolescente ouviu gritos na rua e, ao sair, foi informada por uma vizinha a respeito do ocorrido. As mulheres fugiram em direção ao município de Cataguases. As polícias Civil e Militar foram acionadas e iniciaram um rastreamento para localização da criança. A mulher de 33 anos foi encontrada com a criança em Cataguases. Já a outra mulher, de 27, foi presa no município de Muriaé.

Segundo o depoimento da mulher de 33 anos, ela teria sofrido um aborto, mas continuou fingindo a gravidez ao marido e aos familiares. Com isso, planejou a subtração da criança, contando com a ajuda da amiga, que negou ter conhecimento das intenções da outra mulher, alegando não ter visto a menina, que estaria escondida dentro de uma bolsa. As duas foram encaminhadas à Cadeia Pública de Cataguases, onde permanecerão à disposição da Justiça.

Os textos são revisados por Mariana Benicá

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.