Quarta-feira, 4 de julho de 2012, atualizada às 13h05

Médicos municipais fazem campanha de denúncias e mantêm indicativo de greve

Nathália Carvalho
*Colaboração
Sindicato dos Médicos

Os médicos municipais anunciaram o início de uma campanha de denúncias contra práticas que consideram irregulares da atual gestão da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) e irão manter o indicativo de greve. A decisão foi tomada durante assembleia realizada na noite da última terça-feira, 3 de julho, na Sociedade de Medicina.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora e da Zona da Mata de Minas, Gilson Salomão, a categoria pretende realizar paralisações de advertência contra a Prefeitura. "Vamos denunciar a precarização da mão de obra médica e das unidades de saúde da cidade, como a UPA Norte e outros serviços", explica. Ainda de acordo com o médico, haverá uma reunião com o Sindicato dos profissionais de Odontologia da cidade ainda nesta quarta, 4, para que ambas as entidades publiquem uma nota de reivindicações em conjunto.

As discussões a respeito do reajuste salarial têm sido realizadas há cerca de três meses e, conforme publicação do Sindicato, a falta de propostas da administração municipal retrata "um descaso com o serviço público de saúde na cidade". A pauta de reivindicações da categoria fundamenta-se em três pontos: reestruturação da carreira; elevação do vencimento básico, que hoje é R$ 1.471; e melhoria nas condições de atendimento ao público e fim da precarização dos serviços de saúde por meio de abertura de concursos públicos.

Os médicos rejeitaram a proposta de reajuste da PJF de 5,94% em assembleia realizada no dia 29 de maio e a esperança era avançar nas negociações nos últimos encontros. No dia 19 de junho, ficou decidido por interromper as negociações com a PJF durante assembleia. A categoria pretende manter o indicativo de greve até o próximo dia 17 de julho, quando haverá um novo encontro dos profissionais.

*Nathália Carvalho é estudante do 8º período de Comunicação Social da UFJF

Os textos são revisados por Mariana Benicá

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.