• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Segunda-feira, 4 de abril de 2016, atualizada às 17h48

    Juiz-foranos reclamam do aumento da passagem de ônibus para R$ 2,75

    foto

    Os juiz-foranos passam a pagar mais caro pela passagem de ônibus a partir desta segunda-feira, 4 de abril. Segundo o decreto 12.627, publicado no Atos do Governo na última quarta, 30 de março, o valor da tarifa teve reajuste de 10%, passando de R$ 2,50 para R$ 2,75. O decreto ainda reajustou o valor do bilhete único para R$ 4,13, que anteriormente, custava R$ 3,75.

    Para saber a opinião da população sobre o aumento da tarifa, a ACESSA.com questionou passageiros que aguardavam o ônibus na avenida Rio Branco. O aposentado Sebastião Ferreira comenta que para não precisar pagar caro, opta por andar a pé. "Mas, quem realmente precisa do serviço, vejo que a passagem está ficando muito cara". Já a técnica de enfermagem Saionara Rodrigues da Rocha entende que o reajuste seja necessário devido o aumento do preço da gasolina. "O problema é que o nosso salário não acompanha o aumento nos serviços e produtos. Mas, vejo que muitas pessoas estão optando por deixar o carro em casa, pois o combustível está caro, da mesma forma, imagino que afete os donos de ônibus".

    Outros passageiros entrevistados que não concordam com o aumento, avaliam que o preço não tem representado melhoria no serviço prestado. O soldado João Victor de Sá conta que as duas linhas que usa para ir para casa tem apenas um ônibus, cada. "Tenho que esperar muito no ponto. Acho que o reajuste foi desnecessário e não vejo melhorias no transporte público". Quem compartilha a mesma opinião é a estudante de Engenharia Lorraine da Silva Pinheiro que também não concorda com um aumento sem maiores benefícios para o usuário. "Eles aumento o valor, mas não repassam melhorias e benefícios para quem utiliza o ônibus".

    O decreto, assinado pelo prefeito Bruno Siqueira, justifica "a atualização do preço da passagem é o único meio capaz de assegurar a continuidade, boa qualidade dos serviços públicos prestados aos usuários e o equilíbrio econômico-financeiro do sistema". O decreto revogou duas leis em vigor, com data de 12 de julho de 2015, que determinavam os valores atuais. Ao reajuste foi aprovado pelo Conselho Municipal de Transporte na noite do dia 28 de março e a planilha de cálculo tarifário do transporte coletivo urbano foi apresentada na manhã desta terça-feira, 29, na Câmara Municipal.

    Manifestação

    Terceiro protesto contra o aumento das tarifas de ônibus está marcado para a próxima terça-feira, 5 de abril, a partir das 18h, no Parque Halfeld. O evento criado no Facebook possui 421 pessoas confirmadas. Conforme a descrição, "o ato é construído coletivamente, sem vínculo direto com partidos ou organizações políticas, mas é aberto a todos e todas que, individualmente ou a partir de suas organizações queiram lutar conosco para barrar este absurdo!"

    O texto ainda fala sobre os sucessivos aumentos do preço da passagem, "fazendo com que os trabalhadores e estudantes tenham seu direito ao transporte e a cidade transformado em um gasto incompatível com seus salários".


    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.