• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Filme gravado em São João del-Rei tem pré-estreia marcada para junho Heróis retrata a história de três pracinhas mineiros que morreram metralhados durante confronto com uma companhia nazista em Montese, na Itália, em 1945

    Aline Furtado
    Repórter
    23/5/2011
    Cena do filme Heróis

    O filme Heróis, do diretor Guto Aeraphe, gravado na cidade de São João del-Rei, localizada a 182 quilômetros de Juiz de Fora, tem pré-estreia marcada para o mês de junho, entre os dias 17 e 19 de junho, durante o II Encontro de Entusiastas da Segunda Guerra Mundial, que será realizado em São Bento do Sul (SC).

    O média metragem, com duração aproximada de 50 minutos, conta a história de três pracinhas da Força Expedicionária Brasileira (FEB) que viveram em cidades mineiras. "É preciso valorizar a história de pessoas que atuaram como combatentes durante a Segunda Guerra Mundial. Para o filme, além da história dos três militares, busquei ouvir outros pracinhas, a fim de enriquecer o trabalho", destaca o diretor.

    Aeraphe destaca que o principal objetivo do filme é mostrar o doloroso processo psicológico pelo qual passaram os combatentes da FEB nas montanhas da Itália durante os anos de 1944 e 1945. "O filme se passa exatamente na data da morte dos três pracinhas mineiros, que faleceram como heróis." Os homenageados são Geraldo Baeta da Cruz, natural de Entre Rios de Minas; Arlindo Lúcio da Silva, de São João del-Rei; e Geraldo Rodrigues de Souza, de Rio Preto.

    As mortes ocorreram em Montesse, quando os três militares se viram em combate com uma companhia nazista alemã, recebendo ordens para se renderem, mas as ordens não foram obedecidas. Diante da recusa, os três morreram metralhados no dia 14 de abril de 1945, quando receberam honras especiais do exército alemão, não sendo, portanto, destinados à vala comum. "Eles foram considerados heróis não só pelo Exército Brasileiro, mas também pelos próprios inimigos. O filme é uma forma de relembrar esta bravura, não só deles, mas de tantos outros militares que estiveram presentes na guerra."

    Cena do filme Heróis Cena do filme HeróisFO
    Locação e apoio

    O diretor lembra que o trabalho de filmagem, que foi realizado durante uma semana em São João del-Rei e terminou no início deste mês, contou com o apoio do 11º Batalhão de Infantaria de São João del-Rei, além da própria população. "O tema assusta no início, afinal, não é tão natural as pessoas retratarem tempos de guerra. Mas, ao conhecerem o enredo, acabam se encantando, afinal, em todo município de Minas há alguém que tem algum tipo de ligação com a Segunda Guerra Mundial, seja por meio de um avô, de um tio ou de um conhecido que tenha participado do combate."

    Oito atores que interpretam militares no filme, sendo seis de Belo Horizonte, um de Pará de Minas e um de Divinópolis, passaram por treinamento oferecido pelo exército, que incluiu aulas de tiro e técnicas de sobrevivência. O exército disponibilizou, ainda, armas e capacetes originais da época. "Além dos militares, dois outros personagens do média metragem foram selecionados em São João del-Rei, além de militares terem atuado como figurantes."

    As tomadas foram feitas em uma área rural do município, onde montanhas foram transformadas em palco para a batalha entre nazistas e os pracinhas brasileiros, relembrando os campos de guerra italianos. "Após a pré-estreia no sul do país, a primeira exibição será feita em São João del-Rei em meados de julho. É uma forma de agradecer todo o apoio que recebemos", promete Aeraphe.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.