Quinta-feira, 14 de julho de 2011, atualizada às 14h59

Inscrições para o Prêmio Amigo do Patrimônio estarão abertas a partir desta sexta-feira

Victor Machado
*Colaboração
Pessoas em um auditório

As inscrições para a sexta edição do Prêmio Amigo do Patrimônio estarão abertas a partir desta sexta-feira, 15 de julho. O prêmio foi instituído pela Lei 11.111, de 25 de abril de 2006, e tem o objetivo de estimular a divulgação, defesa e preservação de bens culturais tombados pelo município e de valorização do patrimônio cultural de Juiz de Fora.

"Por meio de uma premiação simbólica, que é a entrega de uma placa, estaremos reconhecendo ações que cuidam do patrimônio, despertando seu valor histórico e sentimental", destaca o diretor da Divisão de Patrimônio Cultural (Dipac) da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa), Paulo Gawryszewski.

Até o dia 29, qualquer pessoa poderá fazer inscrições para indicações ao prêmio, gratuitamente, na Dipac, que fica na avenida Rio Branco 2.234, 3º andar. Os horários para inscrições são das 8h às 12h e das 14h às 18h. O interessado deverá preencher uma ficha com o nome proposto, o endereço, a descrição da ação e a justificativa para o merecimento do prêmio, além de anexar fotos e documentação da atuação proposta para a premiação.

As iniciativas reconhecidas e indicadas pelas comunidades, instituições e entidades civis, e as iniciativas, mesmo desconhecidas do grande público, que se configurem como atitude, gestos ou intervenções para um novo olhar sobre o patrimônio, podem participar.

As indicações serão avaliadas por uma comissão formada por membros do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural (Comppac) e representantes do Curso de Arquitetura da Faculdade de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Instituto Estadual do Patrimônio histórico e Artístico (Iepha).

Histórico

Desde que o prêmio foi instituído, 25 pessoas, empresas e instituições receberam indicações e 19 foram contempladas. Em 2010, a jornalista Rita de Cássia Lara Couto, que organizou as exposições "Santana da Colônia" e "São Pedro Alemão", e a Guarda Municipal de Juiz de Fora, com o projeto "Trilhas do Imperador", foram premiados.

*Victor Machado é estudante do 7º período de Comunicação Social da Faculdade Estácio de Sá

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.