Quarta-feira, 4 de junho de 2014, atualizada às 08h37

Almir Sater relembra antigos sucessos no Cine-Theatro Central

Almir Sater

Almir Sater chega a Juiz de Fora para única apresentação no Cine-Theatro Central nesta quinta-feira, 5 de junho. Com 30 anos de carreira e dez discos gravados, o cantor relembra antigos sucessos como Cavaleiro da Lua,Trem do Pantanal e a clássica Tocando em Frente. Além dos eternos hits de seu repertório, o show traz as composições do último disco, lançado em 2006, 7 Sinais.

Nascido em Campo Grande (MS), aos 12 anos Almir já era violeiro. Aos 20, tendo Tião Carreiro como mestre, se tornou músico profissional, mas com um projeto independente e autêntico, que o consagrou como exímio violeiro, compositor, cantor e instrumentista. Com um estilo marcado pelo experimentalismo, Almir Sater segue no seu ritmo manso de produção, avesso às pressões do mercado para gravação de CDs e DVDs.

Sua música é uma mescla entre o caipira típico da viola de dez cordas, o folk norte-americano e influências musicais paraguaias e andinas. Toda essa mistura, aliada ao talento de Almir Sater, é responsável pela variedade de público que se interessa pela produção do artista, que atinge os mais jovens, por seu diferencial, e os mais velhos, por ser um dos responsáveis pelo resgate da música de viola.

Além dos diversos prêmios musicais que recebeu ao longo da carreira, como o Prêmio Sharp (hoje Prêmio de Música Brasileira), o cantor também foi sucesso nas novelas Pantanal (1990), Ana Raio e Zé Trovão (1991), O Rei do Gado (1996) e Bicho do Mato (2006).

Carismático e dono de uma personalidade simples, Almir Sater afirma que seu show será como todos que faz – "Com muita viola" – e que, mesmo sem estar à frente de um novo projeto, mantém-se sempre "na estrada". O cantor, que se apresentou na cidade pela última vez em 2011, se lembra bem da beleza do Cine-Theatro Central e acredita que vai encarar um grande desafio na cidade: "Tocar em Minas é sempre uma responsabilidade grande. Minas é a escola da viola".

Os ingressos já estão sendo vendidos na bilheteria do Central. Os preços são plateia A: R$ 140; plateia B: R$ 130; Balcão Nobre: R$ 120; Galeria: R$ 80; Camarote: R$ 720.

Com informações da Assessoria de Comunicação da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.