• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Terça-feira, 22 de julho de 2014, atualizada às 18h16

    Festival de Dança será substituído por bienal. Evento será em 2015

    Vívia Lima
    *Colaboração
    Toninho Dutra

    O Festival de Dança, que acontecia anualmente em Juiz de Fora, será substituído pela Bienal da Dança. O projeto foi apresentado na tarde desta terça-feira, 22 de julho, na sede da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa). O evento será em 2015.

    Segundo o superintendente da Funalfa, Toninho Dutra, a proposta vem sendo construída desde 2012. Ele ainda acredita que os eventos realizados serão melhor pensados e preparados. "Estamos evoluindo para a Bienal, teremos mais tempo de um intercâmbio com outros grupos e ideias mais amadurecidas irão aparecer. Teremos mais um ano para agregarmos recursos financeiros para esse evento que será mais robusto e mais significativo", afirma.

    A proposta foi apresentada para o Conselho Municipal de Cultura e aprovada pela Comissão de Dança e pelo público. "Hoje as perguntas foram muito mais para entender, do que para questionar. O público entende a importância da dança para a cultura de Juiz de Fora e notou que essa seria a melhor opção."

    Foram apresentados oito eixos que irão nortear as ações para a realizar a Bienal, são elas: Formação continuada; Formação de público; Produção local; Intercâmbio entre produtores locais e de outros centros; Mostrar diversidades dentro da realidade local; Relatos escritos e falados; Políticas públicas e Memória. 

    A partir desses princípios, serão discutidos todos os questionamentos da Bienal. O evento será formado por oficinas, fóruns de discussões, parcerias com instituições de ensino e com profissionais de marketing. Para organizar a Bienal, será formada uma comissão representada pelo superintendente da Funalfa, dois representantes da classe artística, que ainda serão eleitos, dois participantes da Comissão de Dança  e quatro representantes da instituição.

    Os interessados em participar da I Bienal de Dança em Juiz de Fora, deverão atender ao edital que será lançado no próximo mês no site da Prefeitura de Juiz de Fora. Podem se inscrever apenas artistas locais. As inscrições poderão ser realizadas do dia 1º até o dia 30 de setembro. 

    Expectativa

    "A grande importância deste momento é construir a área artística da dança na cidade e elaboramos um projeto que atenda às reivindicações da classe. Vamos lançar um balão de ensaio com esse edital especificamente para a dança", destaca Dutra.

    Com o edital, cada grupo, ou pessoa poderá receber o valor de até R$ 6.400 para investir em seu projeto e/ou ideia. Toninho acredita que se o evento acontecer de acordo com o planejado, será perfeito. "No momento a importância é o desenvolvimento desse processo coletivo e democrático com a participação da sociedade civil. Junto ao Conselho Municipal de Cultura e o Plano Municipal de Cultura, estamos apoiados nesse tripé que dá sustentação para pensar na bienal de maneira mais clara e participativa."

    Para que a bienal tenha sucesso, Dutra aposta em pesquisas que entendam a realidade artística/cultural de Juiz de Fora e apontem soluções eficazes que atenda o público, artistas e à crítica. "Vamos nos empenhar nesse reconhecimento de Juiz de Fora e apresentar nossa realidade para artistas da região."

    *Vívia Lima é estudante do 7º período de Jornalismo da UFJF

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.