Quarta-feira, 20 de agosto de 2014, atualizada às 17h30

Conheça um pouco da Sociedade Maçônica no Brasil

Lucas Soares
Repórter

O Dia do Maçom é celebrado no Brasil, anualmente, no dia 20 de agosto. A Maçonaria é uma entidade formada exclusivamente por homens, que visa cultivar a fraternidade, a solidariedade e ampliar os princípios da humanidade dos seus membros, trabalhando diretamente o aperfeiçoamento intelectual, sendo assim uma associação iniciática e filosófica, conforme define o maçom e pesquisador Derly Halfeld Alves, 85.

Autor do livro "Revelações Maçônicas", o pesquisador afirma como é funciona a entrada de um novo membro no grupo. "Quando recebemos um cidadão, nós procuramos ministrar a ele conhecimentos sobre a sociedade. Um dos nossos prontos principais é a fraternidade, a solidariedade. Nós procuramos dar a humanidade melhores dias", explica.

Para fazer parte da maçonaria, no entanto, é necessário um convite de um Mestre Maçom, cargo máximo alcançado por um membro. "Quando se entra, recebe o grau de aprendiz. O cidadão passa um tempo estudando, tem que apresentar um trabalho, para subir ao grau de companheiro. Na mesma proporção, após estudar, apresentar trabalhos, questionários sobre a própria história da maçonaria, ele chega ao grau de Mestre Maçom, a plenitude da maçonaria simbólica. Mas, para entrar, é necessário além do convite, que a pessoa tenha profissão adequada, um ganho que possa contribuir com a nossa sociedade sem que deixe faltar na família. Se for casado, a mulher tem que concordar por escrito para não dar briga. Aí depois disso, três ou quatro maçons vão fazer uma sindicância da vida do candidato, ver onde ele reside, se ele tem família organizada... Mas é necessário ter uma religião, não é permitida a entrada de ateus", comenta Alves.

Segundo o maçom, não há segredos sobre a maçonaria, como existe na curiosidade popular. Apenas formas de identificação de um membro da entidade. "Os segredos da maçonaria são os meios de reconhecimento, que são três: uma palavra, um sinal e um gesto que a gente toma que é identificado por outros maçons. Nós somos discretos, temos que fazer declaração de imposto de renda, registramos nossos funcionários, temos CNPJ. É uma sociedade normal. O que as pessoas chamam de secretos, são os sinais de identificação", garante Alves.

Fraternidade

Um capítulo importante dentro da Sociedade Maçônica é a fraternidade, conforme destaca o pesquisador. "A gente procura tratar um companheiro como se fosse irmão carnal. Nós estamos com dois irmãos internados, e temos, por obrigação, procurar a família, saber se precisam de alguma coisa, visitá-los no hospital. Nós procuramos ser fraternos com ações positivas, que pregamos permanentemente", diz.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.