Sábado, 20 de julho de 2013, atualizada às 11h

Papa Francisco chega ao Rio segunda para a Jornada Mundial da Juventude


Da Redação
JMJ

A programação de chegada do papa Francisco ao Rio de Janeiro, na próxima segunda-feira, 22 de julho, para a Jornada Mundial da Juventude foi alterada para incluir na programação oficial um percurso em carro aberto pelas ruas do centro da cidade. Pelo novo roteiro, o papa desembarcará na Base Aérea do Galeão, às 16h, e vai em carro fechado até a Catedral Metropolitana, na avenida Chile.

Na catedral, Francisco embarcará em um carro aberto e desfilará para o público. Ele vai passar pelas avenidas República do Chile e Rio Branco, rua Araújo Porto Alegre, avenidas Graça Aranha e Nilo Peçanha e mais uma vez pela avenida Rio Branco até o Theatro Municipal, passa para um carro fechado e segue para o 3º Comando Aéreo Regional (3º Comar), ao lado do Aeroporto Santos Dumont, onde pegará um helicóptero em direção ao Palácio Guanabara.

Na sede do governo fluminense, o papa participa de uma cerimônia de boas-vindas com as presenças da presidenta da República, Dilma Rousseff, do governador Sérgio Cabral e de autoridades civis e religiosas. Do Palácio Guanabara, Francisco irá de helicóptero para a residência da Arquidiocese do Rio de Janeiro, no Sumaré, onde pernoitará durante a sua permanência no Rio.

A Jornada

Em 1984 foi celebrado na Praça São Pedro, no Vaticano, o Encontro Internacional da Juventude com o Papa João Paulo II, por ocasião do Ano Santo da Redenção. Na ocasião, o Papa entregou aos jovens a Cruz que se tornaria um dos principais símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), conhecida como a Cruz da Jornada.

O ano de 1985 foi declarado Ano Internacional da Juventude pelas Nações Unidas. Em março houve outro encontro internacional de jovens no Vaticano e no mesmo ano o Papa anunciou a instituição da Jornada Mundial da Juventude. Todos os anos ela acontece em âmbito diocesano, celebrada no Domingo de Ramos e, com intervalos que podem variar entre dois e três anos, são feitos os grandes encontros internacionais.

-
Sábado, 20 de julho de 2013, atualizada às 11h

Papa Francisco chega ao Rio segunda para a Jornada Mundial da Juventude


Da Redação
JMJ

A programação de chegada do papa Francisco ao Rio de Janeiro, na próxima segunda-feira, 22 de julho, para a Jornada Mundial da Juventude foi alterada para incluir na programação oficial um percurso em carro aberto pelas ruas do centro da cidade. Pelo novo roteiro, o papa desembarcará na Base Aérea do Galeão, às 16h, e vai em carro fechado até a Catedral Metropolitana, na avenida Chile.

Na catedral, Francisco embarcará em um carro aberto e desfilará para o público. Ele vai passar pelas avenidas República do Chile e Rio Branco, rua Araújo Porto Alegre, avenidas Graça Aranha e Nilo Peçanha e mais uma vez pela avenida Rio Branco até o Theatro Municipal, passa para um carro fechado e segue para o 3º Comando Aéreo Regional (3º Comar), ao lado do Aeroporto Santos Dumont, onde pegará um helicóptero em direção ao Palácio Guanabara.

Na sede do governo fluminense, o papa participa de uma cerimônia de boas-vindas com as presenças da presidenta da República, Dilma Rousseff, do governador Sérgio Cabral e de autoridades civis e religiosas. Do Palácio Guanabara, Francisco irá de helicóptero para a residência da Arquidiocese do Rio de Janeiro, no Sumaré, onde pernoitará durante a sua permanência no Rio.

A Jornada

Em 1984 foi celebrado na Praça São Pedro, no Vaticano, o Encontro Internacional da Juventude com o Papa João Paulo II, por ocasião do Ano Santo da Redenção. Na ocasião, o Papa entregou aos jovens a Cruz que se tornaria um dos principais símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), conhecida como a Cruz da Jornada.

O ano de 1985 foi declarado Ano Internacional da Juventude pelas Nações Unidas. Em março houve outro encontro internacional de jovens no Vaticano e no mesmo ano o Papa anunciou a instituição da Jornada Mundial da Juventude. Todos os anos ela acontece em âmbito diocesano, celebrada no Domingo de Ramos e, com intervalos que podem variar entre dois e três anos, são feitos os grandes encontros internacionais.

Sábado, 20 de julho de 2013, atualizada às 11h

Papa Francisco chega ao Rio segunda para a Jornada Mundial da Juventude


Da Redação
JMJ

A programação de chegada do papa Francisco ao Rio de Janeiro, na próxima segunda-feira, 22 de julho, para a Jornada Mundial da Juventude foi alterada para incluir na programação oficial um percurso em carro aberto pelas ruas do centro da cidade. Pelo novo roteiro, o papa desembarcará na Base Aérea do Galeão, às 16h, e vai em carro fechado até a Catedral Metropolitana, na avenida Chile.

Na catedral, Francisco embarcará em um carro aberto e desfilará para o público. Ele vai passar pelas avenidas República do Chile e Rio Branco, rua Araújo Porto Alegre, avenidas Graça Aranha e Nilo Peçanha e mais uma vez pela avenida Rio Branco até o Theatro Municipal, passa para um carro fechado e segue para o 3º Comando Aéreo Regional (3º Comar), ao lado do Aeroporto Santos Dumont, onde pegará um helicóptero em direção ao Palácio Guanabara.

Na sede do governo fluminense, o papa participa de uma cerimônia de boas-vindas com as presenças da presidenta da República, Dilma Rousseff, do governador Sérgio Cabral e de autoridades civis e religiosas. Do Palácio Guanabara, Francisco irá de helicóptero para a residência da Arquidiocese do Rio de Janeiro, no Sumaré, onde pernoitará durante a sua permanência no Rio.

A Jornada

Em 1984 foi celebrado na Praça São Pedro, no Vaticano, o Encontro Internacional da Juventude com o Papa João Paulo II, por ocasião do Ano Santo da Redenção. Na ocasião, o Papa entregou aos jovens a Cruz que se tornaria um dos principais símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), conhecida como a Cruz da Jornada.

O ano de 1985 foi declarado Ano Internacional da Juventude pelas Nações Unidas. Em março houve outro encontro internacional de jovens no Vaticano e no mesmo ano o Papa anunciou a instituição da Jornada Mundial da Juventude. Todos os anos ela acontece em âmbito diocesano, celebrada no Domingo de Ramos e, com intervalos que podem variar entre dois e três anos, são feitos os grandes encontros internacionais.