• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação
    Quarta-feira, 24 de agosto de 2011, atualizada às 17h

    Professores da UFJF suspendem indicativo de greve

    Aline Furtado
    Repórter
    Sede Apes

    Professores da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) reuniram-se em assembleia na manhã desta quarta-feira, 24 de agosto, e decidiram suspender o indicativo de greve, anunciado para o dia 1º de setembro.

    Durante o encontro, a categoria decidiu indicar à direção nacional da Associação de Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) a assinatura do acordo proposto na última sexta-feira, dia 19, pelo Ministério do Planejamento.

    Segundo a proposta do governo, a categoria terá direito à correção equivalente a 4% na tabela salarial, a incorporação de uma das gratificações ao vencimento básico, além da promessa de criação de um grupo de trabalho interministerial, que ficará responsável por debater a reestruturação da carreira, incluindo a discussão, em 2012, sobre as perdas acumuladas da categoria.

    Um total de 138 docentes esteve presente na assembleia, sendo que a decisão de assinar o acordo proposto pelo governo federal foi aprovada pela maioria. De acordo com o vice-presidente da Associação dos Professores de Ensino Superior (Apes-JF), Paulo César de Souza Inácio, a próxima assembleia está marcada para a terça-feira, dia 30, após a análise do acordo em âmbito nacional, que ocorre nesta quinta-feira, dia 25.

    As aulas estiveram suspensas na UFJF, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas - campus Juiz de Fora e no Colégio de Aplicação João XXIII nestas terça, 23, e quarta-feira, 24, devido à paralisação dos profissionais da educação.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.