• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação
    Quarta-feira, 9 de novembro de 2011, atualizada às 18h59

    Jovens embaixadores juiz-foranos estão com documentação pronta para embarque

    Aline Furtado
    Repórter
    Bandeiras Brasil e Estados Unidos

    Os dois estudantes de Juiz de Fora, Igor Villela Brum e Paula Carolina Santiago de Alcântara, selecionados para a edição de 2012 do Programa Jovens Embaixadores, promovido pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, já estão com a documentação pronta para o embarque para Washington, nos Estados Unidos, no dia 6 de janeiro do ano que vem.

    "Na última terça-feira [8 de novembro], fomos à Receita Federal pegar toda a documentação. Agora é segurar a expectativa", afirma Brum, estudante do terceiro ano de informática. Ele conta que a notícia a respeito da seleção, que foi divulgada ao vivo pela internet no dia 28 de outubro, foi muito comemorada.

    "A seleção é muito rigorosa, envolvendo a análise do perfil socioeconômico, as notas e a frequência escolar, o desenvolvimento de trabalhos voluntários, ser aluno de escola pública, entre outros aspectos. Tinha esperança, mas as dúvidas eram constantes", destaca o estudante. Paula, aluna do terceiro ano de metalurgia, relata que foi difícil conter o nervosismo durante a transmissão. "Eles demoraram mais de uma hora para divulgar os classificados e cada minuto que passava me deixava mais tensa."

    Transformação

    Para Brum, a viagem tem sido vista como uma oportunidade única. "Tivemos, desde o anúncio da seleção, uma série de oportunidades e sei que será assim antes, durante e depois da viagem. Pretendo aprender muito sobre a cultura norte-americana, ensinar um pouco sobre a cultura brasileira e aperfeiçoar meu inglês. Além disso, quando voltar, quero poder compartilhar minha experiência, incentivando outros jovens e serem instrumentos de transformação, como eu pretendo."

    O jovem, que quer cursar faculdade de medicina, dá aulas, há aproximadamente um ano e meio, inglês, matemática, física e química a pessoas com deficiência visual na Associação de Cegos de Juiz de Fora. Já Paula, realiza, há três anos, um serviço voltado a pessoas carentes e moradores de rua, em um centro espírita, situado no bairro Santa Cruz. Ela acredita que a viagem poderá abrir portas profissionais. Ambos são alunos do Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais campus Juiz de Fora. Os alunos concorreram com mais de sete mil jovens de todo o país. Foram oferecidas 45 vagas.

    O programa

    A ação diplomática ocorre até o dia 29 de janeiro. Na primeira semana, os 45 estudantes terão oportunidade de conhecer a capital americana, Washington, participar de reuniões com autoridades e visitar monumentos históricos e outras organizações. Em seguida, serão distribuídos em grupos e encaminhados para outros estados, onde ficarão hospedados em casas de famílias que participam do programa e estudarão em colégios de ensino médio, onde farão uma apresentação da cultura brasileira para os jovens americanos.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.