Maioria dos estudantes de JF retornam às aulas nesta segunda-feira

Os agentes de trânsito da Settra irão atuar nos horários de entrada e saída dos alunos, em todas as escolas públicas e privadas da cidade

Andréa Moreira
Repórter
2/2/2013
Volta às aulas

O mês de fevereiro chegou, e com ele retorna a rotina da maioria dos estudantes de Juiz de Fora, afinal, as férias terminaram. Com exceção dos alunos das escolas federais, que devido à greve, repuseram às aulas nos meses de dezembro e janeiro, e de algumas escolas da rede municipal que iniciaram as atividades na última sexta-feira, 1º de fevereiro, a maioria dos alunos do município voltam às salas de aula nesta segunda-feira, 4.

Na rede estadual de ensino, todas as 48 instituições sob responsabilidade do Governo de Minas começam o ano letivo nesta segunda-feira. Mesma data escolhida por 30% das escolas municipais. Os outros 70%, das 101, escolas retornaram às aulas no dia 1º de fevereiro.

Já as instituições particulares possuem um calendário acadêmico próprio, por isso, nem todas retornam na segunda, como explica o coordenador geral do Sindicato dos Professores de Juiz de Fora (Sinpro-JF), Flávio Bitarello. "Alguns colégios optaram por começar as aulas na próxima segunda-feira, outros somente após o Carnaval. Acredito que alguns cursinhos pré-vestibulares, que funcionaram durante o mês de janeiro, podem optar por retardar mais um pouco o início das aulas." A expectativa da Secretaria de Educação é de que 46.700 estudantes estejam matriculados em 2013. Na rede estadual, o número é de 38 mil alunos.

Trânsito

A partir desta segunda-feira, 4, os agentes de trânsito da Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) irão atuar nos horários de entrada e saída dos alunos, em todas as escolas públicas e privadas da cidade. O trabalho, que será de uma semana, consiste em coordenar o fluxo em pontos considerados críticos, como o cruzamento das avenidas Presidente Itamar Franco e Barão do Rio Branco; avenida dos Andradas e a rua Olegário Maciel.

Os funcionários que trabalham na travessia de estudantes nos colégios dos Jesuítas, Stella Matutina e Academia do Comércio e das escolas estaduais Fernando Lobo, no bairro São Mateus; Henrique Burnier, no Poço Rico; e Professor Quesnel, na avenida Bernardo Mascarenhas, também voltarão às atividades na próxima semana.

O serviço será retomado no dia 4 de fevereiro pelos voluntários do programa Monitores de Travessia da Settra. É o caso do Colégio Equipe, no bairro São Mateus, e da Associação Educacional Quintal Mágico – Centro de apoio e orientação à pessoa com deficiência, no Manoel Honório.

O programa

O Monitores de Travessia é um projeto realizado pela Settra, que tem como objetivo treinar pessoas para auxiliar na travessia de alunos em escolas da cidade. A partir do interesse da instituição na implantação do projeto, a Settra capacita o voluntário, que deve ser indicado pela escola. Cabe à secretaria, ainda, a doação dos materiais necessários, como apito, colete, boné, placa, cone e bandeira de sinalização.

Os textos são revisados por Juliana França

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.