• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios
    Sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013, atualizada às 16h50

    Volta às aulas intensifica o movimento de última hora nas papelarias de JF

    Cintia Charlene
    *Colaboração
    papelaria

    Os juiz-foranos deixaram para comprar a lista de material escolar nos últimos dias das férias. Com isso, quem foi às ruas, encontrou as lojas cheias. Para a responsável pela equipe de funcionários da papelaria Mec, Cláudia Aparecida Faria, o movimento é intenso o mês inteiro, mas principalmente nos últimos dias que antecedem o início das aulas. "O movimento na loja aumentou desde a última quinta-feira [31 de janeiro]. Como é de costume, o brasileiro deixa para a última hora. E acredito que essa procura vai continuar até depois do Carnaval, quando as aulas voltam de fato'', afirma. Segundo a funcionária, as vendas referentes ao mês registraram um aumento de 15% em relação ao mesmo período do ano passado.

    O alavancamento nas vendas também foi observado na papelaria Palimontes, localizada na rua Halfeld. Para o gerente Márcio Gomes Machado, o movimento deve continuar intenso até uma semana após o Carnaval. ''A tendência é que, após a data, a procura vá caindo gradativamente, mas esperamos um movimento intenso ainda na primeira semana." Machado destaca, ainda, que a maioria dos produtos não sofreu aumento no preço, em relação ao ano passado. "As mochilas tiveram um reajuste entre 7% e 10%. Já os cadernos, lápis, borrachas e outros produtos mantiveram o mesmo preço", ressalta.

  • Gasolina e diesel fica mais caros
  • Batata lisa tem oscilação de 150,94% no Guia do Consumidor
  • Indústria de transformação teve o pior desempenho entre os setores da economia em 2012
  • Mãe de três crianças, Raquel Muniz Leite não esperava encontrar tanto movimento nas lojas nesta sexta-feira, 1º de janeiro. "Eu estava viajando, e achei que seria tranquilo. Eu faço faculdade e não queria deixar para fazer as compras depois do Carnaval''. Em relação aos preços, Raquel comenta que houve um aumento devido à inflação, e que a maratona de compras continua, já que pretende voltar às lojas para comprar o material dos outros dois filhos.

    Para Elisabete Vilela, que já esperava encontrar as lojas cheias, não houve como escapar das compras esta semana, pois as atividades dos filhos serão retomadas na próxima semana. Mas, o preço do material este ano incomodou a juiz-forana. "Tenho três filhos e comecei a comprar nesta quinta-feira. Com isso, gastei R$ 100 com coisas mínimas e ainda falta muita coisa", diz.

    papelaria papelaria

    *Cintia Charlene é estudante do 7º período de Comunicação Social da UFJF

    Os textos são revisados por Juliana França

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.