• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação
    Quarta-feira, 20 de maio de 2015, atualizada às 15h

    Movimento Estudantil continua acampado e faz roletaço no RU

    UFJF

    Estudantes da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) continuam acampados nesta quarta-feira, 20 de maio, no prédio da reitoria da instituição. Já é a segunda noite consecutiva que integrantes do Movimento Unificado Estudantil (M.U.E) dormem no espaço, como forma de manifestação. As principais pautas que estão em discussão são o atraso no pagamento das bolsas, discordâncias no edital do Apoio Estudantil, arbitrariedades da segurança, falta de estrutura, pedido de abertura imediata da Moradia Estudantil, transparência e retomada das obras do campus de Governador Valadares, além de eleição democrática de novo diretor.

    Nesta quarta, 20, o movimento realizou outro roletaço e panfletagem no Restaurante Universitário (RU). Por volta das 10h, o grupo se reuniu em nova assembleia, com a finalidade de deliberar o fechamento das pautas exigidas pelo movimento para o fim da ocupação. O encontro foi realizado no Anfiteatro das Pró-reitorias. Os integrantes do movimento evitam falar direto com a imprensa, transmitindo as novas decisões pela página no Facebook.

    Uma nova reunião entre representantes da reitoria e Movimento Estudantil está agendada para a próxima sexta-feira, 22, com objetivo de aprofundar e concretizar as questões discutidas, com foco prioritário em três temas: apoio estudantil, meio passe estudantil e segurança no campus.

    Carta pedindo esclarecimentos

    Na tarde de terça, 19, um grupo de professores entregou ao vice-reitor, Marcos Chein, uma carta aberta acompanhada de abaixo-assinado com 400 assinaturas de docentes, técnico-administrativos e alunos, solicitando esclarecimentos quanto a boatos sobre a saída do reitor Júlio Chebli, as reformas administrativas e situação atual do campus de Governador Valadares.

    Por volta das 18h, o movimento reuniu com o professor e cientista político, Marcelo Dulci, e o professor de direito, Brawlio Moura, para uma conversa ao vivo pelo canal do Youtube. As comissões do movimento falaram sobre a atual situação da reitoria, respondeu dúvidas e perguntas da imprensa. Outra edição das discussões ao vivo está agendada para esta quarta, às 18h.

    Apoio

    O movimento solicitou apoio de sindicatos, alunos, professores e técnico-administrativos. O Sindicato dos Trabalhadores Técnicos-Administrativos em Educação das Instituições Federais (Sintufejuf-JF) divulgou moção de apoio ao movimento, sensibilizados com a situação dos alunos, devido ao atraso no pagamento das bolsas de apoio estudantil. "Apoiamos esta luta e, além do atraso das bolsas, os salários dos terceirizados também estão atrasados", afirma o coordenador geral do Sintufejuf, Paulo Dimas.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.