• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação
    Quinta-feira, 21 de maio de 2015, atualizada às 16h38

    UFJF entrega carta proposta à comissão de negociação do movimento estudantil

    UFJF

    A ocupação da reitoria da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) por estudantes do Movimento Unificado Estudantil (M.U.E) chega ao quarto dia nesta quinta-feira, 21 de maio. Os alunos fizeram assembleia às 8h, para discutir e alinhar as pautas de reivindicação para o fim da ocupação, e também seguem com o 'roletaço' e panfletagem no Restaurante Universitário (RU). Durante discussão, a administração superior, representada pelo reitor em exercício, Marcos Chein, e a pró-reitora de Apoio Estudantil e Educação Inclusiva, Joana Machado, entregou à comissão de negociação do movimento Ocupa UFJF, Carta Proposta, que seria apresentada aos estudantes em assembleia. A comissão ainda não se manifestou sobre possível acordo.

    Conforme nota divulgada pelo site da pró-reitora de Apoio Estudantil, a carta tem em anexo a Portaria 613/2015, que compreende organização de força tarefa de assistentes sociais para conclusão do edital das bolsas, e "Minutas de Portarias da Reitoria e da PROAE, por meio das quais se demonstra o caminho concreto de execução da proposta de pagamento de auxílio emergencial, no mês de maio, a estudantes que possuam renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo."

    A nota ainda completa que a pró-reitoria aguarda retorno sobre a proposta para iniciar os procedimentos para a sua implementação. "E, reforça, que como exposto na carta, a administração entende que a mobilização discente foi fundamental para o avanço na pauta do Apoio Estudantil e espera seguir contando com o movimento em torno da garantia da permanência estudantil."

    Movimento Ocupa UFJF

    Estudantes do Movimento Unificado Estudantil estão acampados no prédio da instituição desde segunda-feira, 18, depois de uma reunião junto a representantes da UFJF, que teve duração de cinco horas. Os principais motivos da manifestação são o atraso no pagamento das bolsas, discordâncias no edital do Apoio Estudantil, arbitrariedades da segurança, falta de estrutura, pedido de abertura imediata da Moradia Estudantil, transparência e retomada das obras do campus de Governador Valadares, além de eleição democrática de novo diretor.

    A assessoria da UFJF confirmou que o reitor Júlio Chebli retorna à Juiz de Fora ainda nesta quinta-feira, para participar da nova reunião, que está agendada para a próxima sexta-feira, 22, entre representantes da reitoria e do Movimento Estudantil, com objetivo de aprofundar e concretizar as questões discutidas, com foco prioritário em três temas: apoio estudantil, meio passe estudantil e segurança no campus.


    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.