• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    Voluntários servem cerca de 200 refeições para estudantes da UFJF

    Greve dos técnino-administrativos completa 19 dias e UFJF divulga alteração dos serviços. Com RU fechado, almoço solidário acontece até último dia letivo

    Angeliza Lopes
    Repórter
    16/06/2015
    mur

    Para minimizar os impactos causados pela greve dos servidores técnico-administrativos da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), jovens voluntários estão há mais de uma semana servindo almoço gratuito para os estudantes da instituição, de 11h30 às 13h, no pátio da igreja Nossa Senhora de Fátima, bairro São Pedro. A paralisação completa 19 dias nesta terça-feira, 16 de junho, com cerca de 80% de adesão dos servidores e Restaurante Universitário (RU), Central de Atendimento, Museu de Arte Murilo Mendes (Mamm), Biblioteca Central, bibliotecas setoriais, infocentros e almoxarifado fechados. Além de outros serviços que estão sendo feitos apenas em caráter de urgência.

    A ação foi uma iniciativa dos integrantes do Ministério das Universidades Renovadas (MUR) e já conta com o apoio de moradores dos bairros próximos e dos próprios estudantes, que chegam antes no almoço para ajudar na elaboração dos pratos. No começo eram servidos 45 refeições, sendo que, depois de uma semana o número subiu para 190 pratos, por dia. Conforme a voluntária Cíntia Borel a intenção é que o almoço seja servido até o último dia letivo, do primeiro semestre de aulas da UFJF.

    Cíntia conta que a ideia surgiu de uma preocupação que ela e outros amigos tinham quanto a falta de recurso dos estudantes em pagar pelo almoço, com o início da greve. "Desde a ocupação da reitoria muitos estudantes já começaram a relatar que não teriam condições de pagar pela comida. A princípio, pensamos em conseguir marmitex, mas não seria muito viável. Com o apoio da paróquia, que nos disponibilizou o espaço e a cozinha, decidimos fazer o almoço e servir. Todas as refeições são disponibilizadas através de doações da comunidade, que abraçou a causa", explica.

    murO estudante Marlon Gabriel Garcia, do curso de Comunicação Social, com habilitação em jornalismo, conta que ação ajuda muito os alunos, pois o gasto com passagem e alimentação é muito alto. "Pago em média R$ 11 em uma refeição nos restaurantes mais em conta dentro da universidade e nas proximidades. Eu não teria condições de arcar com o gasto. Muitos estão prejudicados com o atraso do processo de seleção das bolsas e isso piora a situação. Por isso, acho a iniciativa muito importante", destaca.

    Para garantir o almoço todos os dias, os voluntários divulgam no mural da igreja algumas doações que estão precisando. A última lista pede carne de boi, frango, linguiça, salsicha, bacon, leite, farinha de mandioca, cheiro verde, salsinha, cebolinha e salsão. Os interessados em contribuir com algum dos ingredientes, pode levar a doação direto a igreja Nossa Senhora de Fátima, na rua de mesmo nome, ou fazer contato pelo telefone 3241-2150.

    Greve do Sintufejuf

    Na próxima quarta-feira, 17, às 11h, o comando de greve do Sindicato dos Servidores Técnico-Administrativos (Sintufejuf-JF) fará um ato em frente ao Hospital Universitário, do bairro Santa Catarina, contra administração terceirizada do HU, pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). Conforme o coordenador geral do sindicato, Paulo Dimas, representantes do comando local de greve foram recebidos pelo reitor Júlio Chebli durante a segunda-feira, 15, para discutir sobre pautas locais e os avanços nacionais serão repassadas a categoria na quarta, 17, às 9h no RU, do Centro. "Esta semana, além dos serviços que já estão parados, já acordamos a redução da carga horária dos servidores do Recursos Humanos (RH) e do Atendimento apenas para as terças e quintas-feiras", acrescenta.

    Na ocasião, o reitor entregou aos representantes do Sintufejuf, uma Moção de Apoio à greve, aprovada por unanimidade pelo Conselho Superior da instituição. Documento com as respostas aos 16 pontos de pautas apresentados pelo comando de greve será encaminhado aos representantes dos TAEs pela administração superior.

    Outros serviços da UFJF afetados

    Com a greve, além dos espaços que estão fechados, outros serviços também sofreram alterações. No setor de protocolo, por exemplo, somente serão entregues materiais perecíveis e demandas emergenciais. No caso da Biblioteca, os prazos de empréstimos já efetuados serão prorrogados durante todo o período de fechamento. O tempo da greve também será abonado no valor final das multas daqueles que já estavam com essa pendência.

    A Coordenadoria de Assuntos e Registros Acadêmicos (Cdara) também está fechada, mas atende, em regime de plantão, a casos encaminhados pelo Sintufejuf. Os alunos que tiverem urgência na solução das suas demandas devem recorrer ao comando de greve, na sede, na rua Santo Antônio 309, ao lado do RU Centro, às segundas ou quintas-feiras, entre 9h e 12h, para a avaliação da urgência do caso e possível encaminhamento para atendimento. Se deferido o pedido, o aluno deve procurar a Cdara às terças ou quintas-feiras, entre 9h e 12h.

    O HU também tem sua rotina alterada. A unidade Dom Bosco atenderá todas as consultas e exames já agendadas. Novos atendimentos, porém, não estão sendo marcados. Já a unidade Santa Catarina está atuando com 30% de sua capacidade, conforme previsto em lei. As exceções são os setores de Doenças Infecto Patológicas (DIP), Hemodiálise, Oncologia e Transplante de Medula Óssea, que não têm limite estipulado de atendimento.

    De acordo com nota divulgada pela assessoria da UFJF, o superintendente do HU, Dimas Augusto Carvalho, informou que o pagamento dos funcionários contratados pela Fundação de Apoio ao HU depende do repasse de recursos feito pelo Fundo Nacional de Saúde, que ainda não foi feito até a presente data. Segundo ele, a expectativa é de que a situação se normalize nos próximos dias.

    A Gerência de Transportes da UFJF realiza apenas atendimentos emergenciais, como serviços de infraestrutura, em regime de plantão. Também conforme acordado com o comando de greve, as viagens para realização de concursos de TAEs e docentes também estão autorizadas.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.