Lucas Soares Lucas Soares 18/08/2014

O erro Fred?

Não sou torcedor do Fluminense e nunca fui fã do futebol do atacante Fred, centroavante da Seleção Brasileira na Copa de 2014 e titular no ataque do clube carioca desde 2009. Reconheço, porém, a importância do jogador para a torcida tricolor. Ídolo, capitão do time, peça fundamental no elenco desde que chegou, contribuindo com mais de 120 gols com a camisa do Fluminense.

Mas, chega uma hora, em que mesmo ídolos precisam reconhecer que a fase não é boa. Fred, que não vem bem mesmo antes da Copa acontecer - vale lembrar que enfrentou lesões antes do Mundial, voltou da Seleção pouco interessado no seu clube. Talvez por já dar como certa uma transferência pós-Copa, que obviamente falhou após as péssimas apresentações, o ídolo tricolor mostra pouco interesse em jogar bola pelo clube carioca.

Pênalti erra quem bate, portanto, não vou entrar no mérito do jogador ter isolado a bola ontem no duelo contra o Botafogo. Prefiro me ater a lances em que os companheiros procuravam o atacante, mesmo com plenas condições de marcar. Foi o caso de uma bola de Walter, o gordinho, na metade do segundo tempo, optando por um passe/cruzamento/chute em direção ao camisa 9 ao invés de chutar em direção ao gol. Na fatídica partida diante do América (RN), mesmo fazendo um gol e saindo no intervalo, Fred "levou a culpa" após Cristóvão mudar o esquema de um time que vinha vencendo para a entrada do atacante.

Não estou dentro do Fluminense acompanhando o dia a dia do clube, não sei que tipo de liderança o jogador exerce como capitão e se há realmente a necessidade dele ser titular em um time que estava encaixado e brigando pela parte de cima da tabela. Mas sei que, visivelmente, houve uma piora em função da sua (re)entrada na equipe.

Ontem, após o jogo, vi muitos torcedores do Flu reclamando do jogador nas redes sociais - talvez até pelo calor do momento (derrota e pênalti perdido), mas será que existe um fundo de razão nisso? Tenho dois amigos tricolores que, mesmo cientes de tudo o que o jogador já fez pelo clube, não conseguem gostar do atleta e falam disso muito antes das pífias atuações na Copa.

Nem Pelé, Romário e Ronaldo foram unanimidade por onde passaram. Fred, que não chega nem aos pés desses atacantes, muito menos. Há de se ter paciência com um jogador que muito já deu ao Fluminense, mas também é preciso ao treinador reconhecer o atual estado do jogador. É apenas uma má fase ou as lesões estão acabando com o futebol do atleta?


Lucas Soares é natural de Juiz de Fora, é jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora em dezembro de 2012 e apaixonado por futebol. Atualmente, é aluno de pós-graduação em Jornalismo Multiplataforma na Universidade Federal de Juiz de Fora, Repórter no portal Acessa.com e Editor-chefe do blog Flamengo em Foco. Já atuou em veículos impressos da cidade e como assessor de imprensa na PJF e na Câmara Municipal.

-
Lucas Soares Lucas Soares 18/08/2014

O erro Fred?

Não sou torcedor do Fluminense e nunca fui fã do futebol do atacante Fred, centroavante da Seleção Brasileira na Copa de 2014 e titular no ataque do clube carioca desde 2009. Reconheço, porém, a importância do jogador para a torcida tricolor. Ídolo, capitão do time, peça fundamental no elenco desde que chegou, contribuindo com mais de 120 gols com a camisa do Fluminense.

Mas, chega uma hora, em que mesmo ídolos precisam reconhecer que a fase não é boa. Fred, que não vem bem mesmo antes da Copa acontecer - vale lembrar que enfrentou lesões antes do Mundial, voltou da Seleção pouco interessado no seu clube. Talvez por já dar como certa uma transferência pós-Copa, que obviamente falhou após as péssimas apresentações, o ídolo tricolor mostra pouco interesse em jogar bola pelo clube carioca.

Pênalti erra quem bate, portanto, não vou entrar no mérito do jogador ter isolado a bola ontem no duelo contra o Botafogo. Prefiro me ater a lances em que os companheiros procuravam o atacante, mesmo com plenas condições de marcar. Foi o caso de uma bola de Walter, o gordinho, na metade do segundo tempo, optando por um passe/cruzamento/chute em direção ao camisa 9 ao invés de chutar em direção ao gol. Na fatídica partida diante do América (RN), mesmo fazendo um gol e saindo no intervalo, Fred "levou a culpa" após Cristóvão mudar o esquema de um time que vinha vencendo para a entrada do atacante.

Não estou dentro do Fluminense acompanhando o dia a dia do clube, não sei que tipo de liderança o jogador exerce como capitão e se há realmente a necessidade dele ser titular em um time que estava encaixado e brigando pela parte de cima da tabela. Mas sei que, visivelmente, houve uma piora em função da sua (re)entrada na equipe.

Ontem, após o jogo, vi muitos torcedores do Flu reclamando do jogador nas redes sociais - talvez até pelo calor do momento (derrota e pênalti perdido), mas será que existe um fundo de razão nisso? Tenho dois amigos tricolores que, mesmo cientes de tudo o que o jogador já fez pelo clube, não conseguem gostar do atleta e falam disso muito antes das pífias atuações na Copa.

Nem Pelé, Romário e Ronaldo foram unanimidade por onde passaram. Fred, que não chega nem aos pés desses atacantes, muito menos. Há de se ter paciência com um jogador que muito já deu ao Fluminense, mas também é preciso ao treinador reconhecer o atual estado do jogador. É apenas uma má fase ou as lesões estão acabando com o futebol do atleta?


Lucas Soares é natural de Juiz de Fora, é jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora em dezembro de 2012 e apaixonado por futebol. Atualmente, é aluno de pós-graduação em Jornalismo Multiplataforma na Universidade Federal de Juiz de Fora, Repórter no portal Acessa.com e Editor-chefe do blog Flamengo em Foco. Já atuou em veículos impressos da cidade e como assessor de imprensa na PJF e na Câmara Municipal.

Lucas Soares Lucas Soares 18/08/2014

O erro Fred?

Não sou torcedor do Fluminense e nunca fui fã do futebol do atacante Fred, centroavante da Seleção Brasileira na Copa de 2014 e titular no ataque do clube carioca desde 2009. Reconheço, porém, a importância do jogador para a torcida tricolor. Ídolo, capitão do time, peça fundamental no elenco desde que chegou, contribuindo com mais de 120 gols com a camisa do Fluminense.

Mas, chega uma hora, em que mesmo ídolos precisam reconhecer que a fase não é boa. Fred, que não vem bem mesmo antes da Copa acontecer - vale lembrar que enfrentou lesões antes do Mundial, voltou da Seleção pouco interessado no seu clube. Talvez por já dar como certa uma transferência pós-Copa, que obviamente falhou após as péssimas apresentações, o ídolo tricolor mostra pouco interesse em jogar bola pelo clube carioca.

Pênalti erra quem bate, portanto, não vou entrar no mérito do jogador ter isolado a bola ontem no duelo contra o Botafogo. Prefiro me ater a lances em que os companheiros procuravam o atacante, mesmo com plenas condições de marcar. Foi o caso de uma bola de Walter, o gordinho, na metade do segundo tempo, optando por um passe/cruzamento/chute em direção ao camisa 9 ao invés de chutar em direção ao gol. Na fatídica partida diante do América (RN), mesmo fazendo um gol e saindo no intervalo, Fred "levou a culpa" após Cristóvão mudar o esquema de um time que vinha vencendo para a entrada do atacante.

Não estou dentro do Fluminense acompanhando o dia a dia do clube, não sei que tipo de liderança o jogador exerce como capitão e se há realmente a necessidade dele ser titular em um time que estava encaixado e brigando pela parte de cima da tabela. Mas sei que, visivelmente, houve uma piora em função da sua (re)entrada na equipe.

Ontem, após o jogo, vi muitos torcedores do Flu reclamando do jogador nas redes sociais - talvez até pelo calor do momento (derrota e pênalti perdido), mas será que existe um fundo de razão nisso? Tenho dois amigos tricolores que, mesmo cientes de tudo o que o jogador já fez pelo clube, não conseguem gostar do atleta e falam disso muito antes das pífias atuações na Copa.

Nem Pelé, Romário e Ronaldo foram unanimidade por onde passaram. Fred, que não chega nem aos pés desses atacantes, muito menos. Há de se ter paciência com um jogador que muito já deu ao Fluminense, mas também é preciso ao treinador reconhecer o atual estado do jogador. É apenas uma má fase ou as lesões estão acabando com o futebol do atleta?


Lucas Soares é natural de Juiz de Fora, é jornalista formado pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora em dezembro de 2012 e apaixonado por futebol. Atualmente, é aluno de pós-graduação em Jornalismo Multiplataforma na Universidade Federal de Juiz de Fora, Repórter no portal Acessa.com e Editor-chefe do blog Flamengo em Foco. Já atuou em veículos impressos da cidade e como assessor de imprensa na PJF e na Câmara Municipal.