• Assinantes
  • Autenticação
  • Esporte
    Segunda-feira, 6 de setembro de 2010, atualizada às 13h

    Vitória simples ou empate por mais de três gols garantem vaga do Tupi para próxima fase do Brasileiro

    Pablo Cordeiro
    Repórter

    Com o empate em 2 a 2 contra o Uberaba no último sábado, 4 de setembro, o Tupi precisa alcançar a vitória ou um empate com mais de três gols no próximo jogo para conseguir uma vaga para a fase seguinte do Campeonato Brasileiro. Em caso de empate em 2 a 2, a decisão segue para os pênaltis. A partida decisiva contra o Uberaba será realizada no próximo domingo, 12, no Estádio João Guido, às 16h.

    Para o jogo, o técnico do Carijó, Leonardo Condé, não poderá contar com o meia Léo Salino, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo da competição. Outro desfalque é o, até então artilheiro, Valdiram, com dois gols, que teve seu contrato rescindido por indisciplina e falta de comprometimento profissional, conforme informou o vice-presidente do Tupi, José Roberto Maranhas. "Ele estava faltando aos treinamentos e aos tratamentos. Empregado que falta é mandado embora da empresa", comentou.

    Como as inscrições para novas contratações terminaram na última sexta-feira, 3, o Tupi permanecerá com o desfalque. No último jogo, Condé escalou o atacante Robson no lugar de Valdiram, o que sinaliza a permanência de Robson no posto de titular. Em relação ao próximo jogo, Maranhas reconhece o bom momento que o adversário vem passando, mas acredita que o alvinegro juizforano tem chances reais de superar o Zebu. "De qualquer maneira são dois times muito iguais. O Uberaba tem a vantagem de ter uma equipe mais entrosada, já que os jogadores estão juntos desde o ano passado", esclarece.

    Reclamação contra os árbitros

    De acordo com Maranhas, o Tupi irá entrar com representação formal na Federação Mineira de Futebol (FMF) contra a arbitragem da última partida. Dois lances motivaram a revolta do clube e dos torcedores que se encontravam no Estádio Radialista Mário Helênio no último sábado, 4: um pênalti não marcado contra o Tupi e um claro impedimento no segundo gol do Uberaba, aos 4 minutos do segundo tempo. "Vamos protocolar a reclamação e enviar a fita para a Federação Mineira. Era um impedimento absurdo, com mais de dois metros de distância."

    Mesmo sendo uma competição da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a indicação dos árbitros parte da FMF. Na partida, o trio de arbitragem escalado foi composto pelo árbitro Átila Carneiro Magalhães e pelos assistentes Marcus Vinícius Gomes e Marcone Helbert Barbosa.

    Tupi 2 x 2 Uberaba
    Gols: 10-Gedeon, aos 21'1T e 8-Fábio Tenório, aos 43'1T (Tupi); 5-Balduíno, aos 34'1T e 9-André Nascimento, aos 4'2T (Uberaba).
    Público: 1.102
    Renda: R$ 7.085

    Escalação:

    Tupi: 1-Rodrigo, 2-Henrique, 3-Riso (14-João Júnior, aos 21'2T), 4-Fabrício Soares, 5-Denilson, 6-Carlos Alberto (13-Jaiminho, aos 23'2T), 7-Leonardo Salino, 8-Fábio Tenório, 9-Rafael Paty, 10-Gedeon e 11-Robson (18-Caciano, aos 12'2T). Técnico: Léo Condé.

    Uberaba: 1-Fernando, 2-Ivonaldo, 3-Rodrigão, 4-Felipe Nogueira (14-Rogério, no intervalo), 5-Balduíno, 6-Fabiano, 7-Gustavo, 8-Luciano, 9-André Nascimento, 10-Fabiano Souza (16-Gabriel, aos 40'2T). Técnico: Birigui.

    Cartões amarelos:
    Tupi: Gedeon, Leonardo Salino, Fábio Tenório e Robson.
    Uberaba: Felipe Nogueira, Balduíno, Gustavo e Rogério

    Fonte: FMF

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.