Coelho anão pode ser boa opção de presente para as crianças na época da PáscoaCalmo e inteligente, o animal vive em média de sete a oito anos. O custo para a criação é baixo

Jorge Júnior
Repórter
18/3/2011
coelho

Na época da Páscoa, uma boa opção para quem quer fugir à regra do chocolate, é presentear as crianças com o coelho anão. Conhecido por ser pequeno e de orelhas caídas, o animal tem um olhar doce e um saltar particular e engraçado.

O coelho vive, em média, de sete a oito anos, quando é bem tratado. O seu peso varia de acordo com cada raça, podendo ir de 1,3 kg até 3,3 kg. As raças mais comuns são mini lion e lop holândes. As coelhas anãs têm, em média, três filhotes por ninhada.

Segundo a veterinária Aline Bagno Lourenço, o animal precisa de cuidados, como todo bicho de estimação. "As precauções são bem parecidas com a do cachorro e com a do gato. As espécies devem ficar presas na gaiola, porque eles comem de tudo, então é muito perigoso o animal ficar solto", alerta a veterinária.

Para uma vida saudável, Aline aconselha que seja feito acompanhamento anual com um profissional. "No Brasil não existe vacina própria para o animal, mas a da raiva poder ser aplicada, além da vermifugação, que elimina os vermes." As unhas do bicho devem ser cortadas com cuidado, por causa das veias. A profissional aconselha que o serviço seja feito em um pet shop. A criação do animal não é cara e ele custa aproximadamente R$ 25*. Os coelhos anões atingem a maturidade sexual por volta das 12 semanas. "Quando ficam adultos, são mais inteligentes e calmos."

Alimentação

O alimento para o coelho é ração peletizada. Em sua fase adulta, o animal consome em média cerca de 70 a 90 gramas por dia. Os vegetais como couve, beterraba, cenoura, talos de brócolis, agrião, rabanete, nabo, aipo, salsão, além de água fresca, são fundamentais. "Os vegetais de folhas claras devem ser evitados, principalmente a alface, que dá diarreia," explica Aline.

Higiene

Os bichos fazem a sua própria higiene, através da língua. "O animal não pode tomar banho, e nem seu pelo pode ser seco com secador, porque senão causa dermatite." Outro cuidado necessário é com a urina. "Eles não podem urinar em qualquer lugar. O correto é ter uma bandeja, com areia de gato e uma grade em cima, para o animal não ter contato com as fezes." Se ocorrer de o animal urinar fora do lugar reservado, é aconselhável limpar o local com vinagre branco. A urina contém amônia que causa problema respiratório."

*O valor foi pesquisado em março de 2011

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.