Quinta-feira, 14 de julho de 2011, atualizada às 19h32

Número de adoções de animais abandonados aumentou 30% em Juiz de Fora

Jorge Júnior
Repórter
cachorro

O canil municipal de Juiz de Fora registrou um aumento de 30% no número de adoções no período de 14 de junho a 14 de julho. De acordo com a veterinária responsável pelo Canil Municipal, Liza Helena Néry, 31 cães foram doados durante esse tempo.

A veterinária acredita que esse aumento é proveniente as férias. "Estamos associando esses números ao período das férias, que as pessoas têm mais tempo para cuidar dos cães." Liza destaca também que, ao mesmo tempo que ocorre um aumento nas adoções, o número de abandonos também sobe. "Este ano registramos também um aumento de 30% nos abandonos de cães." Liza explica que, nesse período, as pessoas viajam e não deixam os animais em ambientes adequados e eles acabam fugindo.

A veterinária acrescenta que, os animais mais procurados são os filhotes e os cães de guarda. "As pessoas preferem os animais de pequeno porte, mas, atualmente o canil tem mais animais jovens do que os filhotes." Segundo a veterinária, assim que os filhotes chegam, eles são adotados. Sobre o perfil dos adotantes, Liza afirma que a maioria são famílias com crianças e adolescentes.

O canil, atualmente, conta com 463 animais. Desse número, 120 estão disponíveis para adoção. "Os que não podem ser adotados são devidos a problemas de pele e até mesmo porque são agressivos e precisam de treinamentos", esclarece. Todos recebem tratamento adequado, que vão desde a disponibilização dos cães nos abrigos, controle de alimentação e atenção permanente com a saúde. Os cães recebem alimentação balanceada e todos os medicamentos necessários para que tenham uma vida saudável, além de serem vacinados e vermifugados, ações indispensáveis para a saúde do animal.

Para doar

As pessoas interessadas em doar devem comparecer ao canil, localizado na rua Martins Barbosa, em Nova Benfica (anexo à Usina de Reciclagem de Lixo), de segunda a sexta-feira, das 9h às 10h30 e das 13h às 15h30. Para adotar é necessário que a pessoa seja maior de idade. No procedimento, é exigido que seja preenchida uma ficha, comprometendo-se a tratar bem o animal, além de apresentar cópias do CPF, carteira de identidade e do comprovante de residência, assinando, ainda, um termo de adoção, para evitar que o cão seja novamente abandonado.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.