Roberto Monti Roberto Monti 7/11/2012

Estratégias para o marketing móvel

celularEm agosto de 1997, em artigo publicado na Revista da ESPM® abordando o tema "A Tecnologia Impulsionando o Marketing" descrevemos as grandes mudanças que estavam ocorrendo no mundo e que, de forma irreversível, iriam alterar o quadro até então existente. É evidente que um número cada vez maior de pessoas utiliza e organiza a sua vida com o telefone celular.

Estamos vivendo profundas mudanças no padrão da tecnologia com maior exigência no uso cada vez maior da geolocalização/notificação de presença, disponibilidade integral, maior duração da bateria, conectividade 3G, conexão Wi-Fi, alta definição etc.

Pesquisas do IDC, apontam que em 2013 serão comprados mais de 1,1 milhão de smartphones e tablets. Quem ainda não acredita na revolução mobile vive em outro planeta. Ainda assim, muitos profissionais de marketing confundem o comportamento mobile com tecnologia e tateiam o mercado com ações digitais ineficazes – conforme artigo de Marcio Chaer, diretor da Mobile Marketing Association publicado na última edição da Revista da ESPM®.

Foi estabelecido um novo modelo de compra, sem fronteiras, sem vendedor e sem hora para fechar em um ambiente altamente interativo. Não deve ser encarado como uma simples opção e sim, como imposição do mercado.

"A mobilidade é uma realidade inegável e será determinante para o sucesso da comunicação de marcas. Conforme os profissionais absorverem essa verdade, teremos um rápido crescimento na adoção da mobilidade como recurso estratégico e aumento de investimentos em publicidade móvel", completa Márcio Chaer.

Os varejistas e profissionais da área precisam ter em mente que é necessário oferecer uma experiência de consumo em qualquer lugar e a qualquer momento, capaz de permitir a interação com o cliente sem precisar gastar muito tempo e dinheiro – independente dos novos e modernos dispositivos de acesso à internet que são lançados a cada dia – afirma Daniel Couto, diretor-geral de operações da Hybris para a América do Sul – publicado em CRN IT Web 24/09/2012.

Já que as pessoas estão conectadas o tempo todo o marketing móvel é o único que oferece uma estratégia de ser executada para uma localização específica de consumidores aliada a uma alta interatividade, ao contrário da televisão oferece uma interatividade baixa, igualmente a do rádio e da mídia impressa. O marketing móvel poderá contribuir para a consolidação da marca estimulando à consciência do top-of-mind e formação de atitude, maior envolvimento Cliente-marca e influenciar diretamente ao consumidor nas ações de compra. Entre o estado da economia e o crescimento tecnológico, os consumidores estão, mais do que nunca, abraçando a internet, os telefones móveis e outras tecnologias para encontrar formas de mudar a maneira de fazer compras. Para atender a essas demandas e não perder espaço, as redes varejistas devem responder com promoções e ofertas cada vez mais personalizadas.

E você, Empresário/Executivo está acompanhando esta rápida evolução e colocando sua empresa pronta para competir?


Roberto Monti é consultor de Marketing. Co-autor do livro (IN)Fidelidade, Uma Questão de Qualidade Clientes Sonham, Empresas Concretizam. Editora Virgo - São Paulo, 09/2000.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.