• Assinantes
  • Autenticação
  • Negócios
    Quarta-feira, 30 de novembro de 2011, atualizada às 19h16

    Primeira parcela do 13º injeta R$ 93 milhões na economia de Juiz de Fora

    Victor Machado
    *Colaboração
    Notas de R$ 50

    Os trabalhadores brasileiros receberam nesta quarta-feira, 30 de novembro, a primeira parcela do 13º salário. O valor corresponde à metade do adicional, sem descontos e deve injetar cerca R$ 93 milhões na economia de Juiz de Fora e aquecer o comércio na cidade.

    Segundo o presidente do Sindicato do Comércio de Juiz de Fora (Sindicomércio-JF), Emerson Beloti, a primeira parcela do 13º salário costuma ser utilizada para quitar dívidas. "Apenas um pequeno volume é destino às compras." Beloti afirma que a tendência, percebida ao longo dos anos, é que os comerciantes comecem a perceber o crescimento das vendas a partir do dia 5 de dezembro, quando é liberado o pagamento referente ao mês de novembro. "Já a segunda parcela, esta é destinada integralmente, na maioria dos casos, às compras de Natal."

    A segunda parcela do benefício deve ser paga até o dia 20 de dezembro, com descontos referentes à contribuição ao INSS e ao imposto de renda. Esse prazo é referente aos trabalhadores celetistas. Os servidores públicos recebem a primeira parcela em julho e a segunda em dezembro.

    Todos os trabalhadores do serviço público e da iniciativa privada, urbana ou rural, avulso e doméstico, aposentados e pensionistas do INSS têm direito a receber o 13º. Essa gratificação deve ser igual à remuneração do último mês trabalhado e paga de forma proporcional aos trabalhadores que não tem um ano completo de serviço prestado, considerando a fração de 15 dias de trabalho como mês integral.

    *Victor Machado é estudante do 8º período de Comunicação Social da Faculdade Estácio de Sá

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.