Juiz de Fora - MG

Audiência pública irá debater o sistema de transporte público de JF

Decisão foi tomada na tarde desta segunda-feira, entre os vereadores e os manifestantes que invadiram a Câmara Municipal

Andréa Moreira
Repórter
1/07/2013
Reunião na Câmara

Uma audiência pública, marcada para às 13h, do dia 11 de julho irá debater o sistema do transporte público em Juiz de Fora. A decisão foi tomada na tarde desta segunda-feira, 1º, entre os vereadores e parte dos manifestantes que invadiram a Câmara Municipal, na última quinta-feira, 27 de junho. Segundo o professor da rede Estadual André Nogueira, três pontos devem ser debatidos mais a fundo. "Queremos a redução da passagem, o passe livre para os estudantes e a melhoria, em geral, do sistema de transporte."

Convidado para participar da reunião, o secretário de Transporte e Trânsito, Rodrigo Tortoriello, fez uma apresentação da planilha de cálculo tarifário do transporte coletivo urbano do município. Segundo o secretário, as análises são baseadas no decreto 7.949, de 28 de agosto de 2003. "Esta é a metodologia que regulamenta nosso transporte. Sabemos que ela está ultrapassada, que precisa mudar e evoluir. Mas, isso demanda tempo. E, antes de tudo, temos que ter consciência de qual modelo de transporte queremos para Juiz de Fora", afirma o titular da pasta, ressaltando a importância do transporte público estar presente nas pautas das recentes manifestações do Brasil. "Este assunto atinge praticamente toda a população. Então quando colocamos este tema em debate, as pessoas ficam mais cientes dos custos deste sistema."

Dados

A tarifa de Juiz de Fora está baseada nos custos fixos e variáveis. Sendo que, os variáveis dependem da quilometragem percorrida. "Para isso, somamos os gastos com combustível; óleos e lubrificantes; rodagens; e peças e acessórios. Atualmente, o quilômetro rodado em Juiz de Fora, baseado nos custos variáveis é de R$ 1,33," afirma Tortoriello.

Somando os custos fixos, que compreendem depreciação, remuneração, despesas com pessoal e administrativas, o valor final do quilômetro rodado sobe para R$ 4,11. Como a frota de Juiz de Fora percorre cerca de 4 milhões de quilômetros por mês, com a média de 8,5 milhões de passageiros, o custo final da tarifa por passageiro é de R$ 2,08. "Este valor só foi possível, graças as desonerações do Governo Federal. Pois se isso não acontecesse, o valor seria de R$ 2,16. Então como o valor da tarifa está próximo ao praticado atualmente em Juiz de Fora, o prefeito Bruno Siqueira, resolveu manter os R$ 2,05."

Outros pontos

Além do transporte público municipal, a audiência pública do dia 11 de julho, também irá debater os gastos com Executivo e Legislativo; as leis de uso de ocupação do solo (medida que já acatada pelo prefeito Bruno Siqueira); retomada das obras do Hospital Regional da Zona da Mata; e por fim, prestação de contas das obras do município.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.