Quarta-feira, 12 de maio de 2010, atualizada às 19h15

Três óbitos por complicações da dengue são confirmados em Juiz de Fora

Aline Furtado
Repórter

Juiz de Fora teve a confirmação de três óbitos causados por complicações da dengue. Entre os casos comprovados por meio de exame laboratorial e divulgados nesta quarta-feira, 12 de maio, pela Secretaria de Saúde (SS), está o de um rapaz de 19 anos, morador do bairro Dom Bosco. Ele apresentou complicações após passar por uma cirurgia cardíaca e contrair a dengue.

Outro caso foi o de uma mulher de 71 anos, moradora do bairro Santa Efigênia, que apresentou quadro de insuficiência renal. O terceiro óbito por complicação da dengue foi o de uma mulher de 78 anos, moradora da Vila Ideal, que morreu na madrugada da última terça-feira, dia 11, com quadro de insuficiência respiratória.

O subsecretário de Vigilância em Saúde, Ivander Mattos Vieira, explica que os óbitos não têm relação com a doença e sim com as condições físicas do paciente. "Todos os óbitos são decorrentes de complicações ocasionadas pela manifestação da dengue juntamente com outra doença." Por isso, os óbitos registrados não ocasionarão o reforço nas medidas de combate nos bairros das vítimas. "Continuaremos com as ações de combate nos bairros onde há maior número de casos, como tem sido nos últimos dias."

Juiz de Fora registrou, até o momento, 35 casos, sem óbito, de complicações da dengue, e um caso de dengue hemorrágica, também sem óbito. Este último refere-se a um homem de 64 anos, morador do Francisco Bernardino, que já teve alta. Com relação à moradora da Vila Ideal, de 19 anos, que morreu no mês de abril, não houve confirmação do motivo da morte, pois não foi feito o exame sorológico devido ao fato da jovem ter morrido antes de se iniciar o período para realização do exame.

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.