Quarta-feira, 18 de maio de 2011, atualizada às 15h

Luta antimanicomial tem como desafio a inclusão de pacientes na sociedade

Victor Machado
*Colaboração
Barracas no Parque Halfeld

O Dia Nacional da Luta Antimanicomial foi comemorado nesta quarta-feira, 18 de maio, no Parque Halfeld. O evento fez parte da programação da I Semana de Saúde Mental de Juiz de Fora, cujo principal objetivo é a inclusão social. "Trabalhamos em prol da não diferenciação dos usuários e, por isso, viemos mostrar a todos que eles são capazes de produzir coisas boas e promover a inserção deles na sociedade", afirma a assessora de gestão do Departamento de Saúde Mental e uma das organizadoras do evento, Irma Neves Tallmann Saar.

O evento, que foi chamado de "Café no Parque", contou com shows de música e performance de dança, oficinas, arte e artesanato, com usuários dos serviços da rede saúde mental. Durante todo o dia, produtos feitos pelos próprios usuários dos CAPS  foram vendidos no local. O dinheiro arrecadado será revertido em prol das oficinas que são dadas nos centros. Além disso, foram promovidas atividades físicas, apresentações de canto com um grupo do Centro de Convivências Recriar e outro do CAPS Álcool e Drogas e apresentação de música.

Nesta quinta-feira, 19 de maio, um torneio de futebol será realizado com usuários dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) da cidade e região, na Faculdade de Educação Física da Universidade Federal da de Juiz de Fora UFJF. Haverá, ainda, um debate sobre drogas na Casa de Cultura da UFJF.


*Victor Machado é estudante do 7º período de Comunicação Social da Faculdade Estácio de Sá

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.